Vestindo Ideias: #euapoio Vestindo Ideias: #euapoio
Mostrando postagens com marcador #euapoio. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #euapoio. Mostrar todas as postagens

09 junho 2016

Começo esse post dizendo que tudo depende do que você quer: Fazer amizades ou apenas postar sem se comprometer com ninguém. Acho que você só "cresce" aqui (o cresce entre aspas é porque isso depende muito de como você enxerga isso) quando faz amizades e as outras blogueiras te adicionam para conversar com você e não somente para te mandar spam.


De uns tempos para cá eu tenho tentado bastante ir nesses eventos, só não tenho ido mais por conta de algo chamado TCC que tem inclusive me impedido de postar 5 vezes na semana por aqui (alguém percebeu?), mas quando vou, volto sempre com um leque de pessoas conhecidas maravilhosas e um que mais conheci gente e isso fez com que certas coisas minhas bombassem (vulgo meu Instagram, segue aí @caahwolf) eu percebi que ter uma rede de contatos é muito importante, principalmente quando é sem interesse sabe?

Acredito que quando você vai não para se propagandar (verbo inventado por mim) e sim para interagir você consegue muitas coisas. A verdade é que ir nos lugares só vale a pena quando você quer. Não só os encontros são legais, os outros lugares como feiras de beleza e desfiles também são mega importantes e muito legal de ver acontecer e fácil de fazer amizades.

E depois de toda essa explicação eu digo que falei tudo isso para contar de um evento muito legal que irei participar em breve que é o Encontro Solidário de blogueiros 2016 organizado pela Bruna Della do Capuccino e Bobagens que vai acontecer dia 10 de julho na Saraiva do shopping Center Norte (achei ser legal a tarde, visto que euzinha mora em Santo André e isso é muito longe de casa!!) e esse ano o assunto será: Violência contra a mulher, nada mais propício num ano que se tem falado (e é necessário falar!!) tanto desse assunto. Vou dar uns spoleirs para vocês e contar o que está por vir: 

PARCEIROS DO EVENTO

Saraiva Mega Store: Nem preciso dizer nada né? Todo mundo conhece a Saraiva e sabe que ela incentiva bastante a interação de blogueiras x leitoras e entre blogueiras em si.
Espaço Clareira: É um projeto que trata da psicologia fenomenológica existencial por meio de grupos e palestras. Mas Carla, que raios é isso? Vai uma explicação:
O método fenomenológico e o pensamento existencial possuem a proposta de esclarecer sobre o ser do homem, revelando suas estruturas existenciais e abandonando qualquer teoria desvinculada do verdadeiro sentido da existência. Ou seja, tal abordagem tenta alcançar o sentido da existência humana em sua totalidade, sem tomar a priori aspectos definidores de cada indivíduo, que possam desfigurar o fenômeno que se mostra. Assim, o homem é tomado como indefinível, no sentido de não ser classificado a partir de axiomas ou sistemas explicativos da existência humana.

Coletivo feminista - Sexualidade e saúde: Se estamos falando de violência contra a mulher porque não chamar alguém que entende da mulher não é verdade? Esse coletivo é uma organização não governamental que há muito tempo desenvolve um trabalho de atenção primária à saúde da mulher.Eles promovem encontros e debates para conversar sobre casos como depressão de mulheres e até mesmo maternidade.

Trattabrasil: Quem aí não conhece? Se você não conhece deixa eu te apresentar: É uma empresa de cosméticos de beleza e cuidados pessoais para ajudar a mulher a se manter sempre linda. Já vi várias resenhas positivas ao respeito deles e fiquei bem feliz em ver que eles eram parceiros do evento :3

Geek N'Freak: Acho que o nome já diz tudo né? Pra quem ainda não tava sabendo eu sou a louca das séries e essa loja tem uns produtos sobre isso ma-ra-vi-lho-sos! Inclusive, tenho uma wishlist pra fazer pra ontem viu? 

QG de Doces: Quem aí não curte doces? Eu amo! Fiquei horas e horas olhando a fan page deles e babando nos doces! To bem ansiosa para adquirir meus doces e sair vários kg a mais. Afinal, um dia só é liberado né?

Ateliê Amor de amora: Quem gosta de planejar eventos? Eles. Quem arrasa nas lembrancinhas? Eles. Lógico que eu estou louca para ver o que eles prepararam. Tenho certeza que estará um verdadeiro arraso.

Studio 81: Obviamente que as fotos do evento teriam que estar em boas mãos né? Pois é, quem também é parceiro do evento é o studio 81 que faz fotos incríveis (olha o facebook deles, sério!) e estou apaixonada.

Vult: PARA TUDO SENHOR AMADO! Quem aí não conhece a Vult? Pois é, ela também é parceira do evento! Muito amor né? Adoro a marca, tem preço amigo e a qualidade dos produtos melhorou demais!

Arteiras Maristas: Vocês sabem que eu adoro costurar e customizar tudo né? Estou babando na fan page e achando incrível elas serem parceiras, pode ter certeza que vou querer entrevistá-las para fazer algo bem legal aqui pro blog!

Publicitaty: Simplesmente amo a fan page dela! Arrasa muito dando várias dicas aos blogueiros unindo publicidade e conteúdo, acho muito legal ter alguém assim para discutir ao respeito.

Flor de Líz estética: Quem não gosta de cuidar da aparência não é mesmo? Além de tudo quem sabe ainda dar uma relaxada? Essa parceria é simplesmente incrível! Acho muito legal ter elas no evento para ajudar a discutir algo, que com toda a certeza elas devem ouvir e saber muito ao respeito.

Mas Carla, porque você falou tudo isso?

Pra mostrar que nem só de picnics e encontros normais se vive a blogosfera, temos que discutir sobre temas que nos envolvem e claro com um pitada de blogueiras afiadas e gente que entende do assunto. Ir nesses encontros é acima de tudo ganhar conhecimento. Além de mostrar o trabalho de diversas pessoas que tem um negócio próprio e arrasam no que fazem não é verdade?

E vocês, costumam ir em eventos? Acham legal ir em eventos que discutem além da maquiagem e como aumentar o número de leitores?

17 março 2014

Olá! Hoje trago uma coisa que falo pouco no blog, mas que adoro:bijuterias. Muita gente já deve ter me visto falando da Izi Acessórios, aqui aqui mas eu ainda não havia falado das peças maravilhosas que essa loja apresenta, e por isso estou aqui para fazer uma resenha dos produtos recebidos.
Esse primeiro colar eu já usei em um look do blog, aqui. Eu gostei dele por dois motivos, primeiro: é a letra do meu nome e também por ter esse detalhe em brilhante na letra, que deixa ele ainda mais fofo. E o segundo: é que ele não é preso por aquele ganchinho que normalmente tem, ele é preso na própria letra, e eu gostei muito disso.
Esse segundo eu ainda não tive a oportunidade de mostrar o look com ele, o único que se tem está na fan page do blog aqui, porém está longe mas em breve eu posto os detalhes do look! Enfim, esse colar também tem alguns detalhes brilhantes e ao invés de ter um gancho por fora, a corrente é colocada dentro do próprio pingente.
E para terminar uma pulseira que recebi, eu achei a pulseira linda e super usável com qualquer roupa. Ela diferente dos colares há uma espécie gancho ao lado para prender o pingente, mas isso é tradicional em uma pulseira, então sem problemas.
Eu só encontrei um defeito nessa peça que me deixou chateada, mas normalmente sou só eu que tenho esse problema, mas vou falar: eu tenho o pulso beem fino, e não é exagero, e essa pulseira ficou extremamente larga em mim por motivos de: não tem aquela correntinha para prender em diferentes lugares para evitar que isso aconteça. Dei uma olhada no site e as demais pulseiras tem, essa eu nem achei lá, mas enfim, eu não consigo usar, normalmente uso ela bem acima do braço mas ela cai :s acho que então os buracos da corrente deveriam ser maiores para que eu conseguisse usar, mas isso normalmente é um problema quase que exclusivo meu rs

Mas enfim, no geral as peças são de uma qualidade inquestionável. Pude perceber só de passar a mão que são duradouras e que provavelmente se eu tomar todos os cuidados necessários não terei problemas quanto a ficar pretas! Eu realmente adorei tudo, achei as peças impecável e super indico!

Izi Acessórios está com uma campanha, que basta usar a  #euapoio para incentivar, e no mês de março a empresa doará 25% de seu faturamento para uma organização que lute pelo fim a violência contra a mulher. Em cada compra realizada 25% irá automaticamente para essa causa. Este é apenas um passo para ajudar a erradicar esse tipo de violência. E caso você se interesse, por favor: use essa hashtag em suas postagens para ajudar nessa luta.

E vocês gostaram das bijuterias? Conheciam? Me contem tudo!

Beijos,
Carla Wolf





14 março 2014

Olá! Vocês já devem ter visto pela internet ou aqui no blog mesmo, na parte 1 desse post aqui, a campanha da Izi Acessórios, contra a violência a mulher, com a #EUAPOIO, e bom, como o primeiro texto ficou beem longo, resolvi fazer algo mais dinâmico e algumas pessoas me enviaram suas opiniões a respeito e relatos.

Quando eu comecei a participar da campanha eu tive medo de se tornar algo banal, que as pessoas não se interessassem de verdade pelo assunto. Eu me enganei, fui muito elogiada entre meus amigos e leitores do blog e isso me deixou feliz. Pensando nisso resolvi fazer algo mais "dinâmico" e algumas pessoas me enviaram seus relatos e opiniões a respeito desse assunto:



Claro que achei esses depoimentos absurdos, e achei legal porque mostra que a violência não está só em bater, está sobre outros aspectos muito piores que muitas pessoas acabam por nem qualificar como violência. Algumas pessoas não me enviaram depoimentos, mas conheço várias meninas que sofreram não só com isso, mas ao sair de legging os homens passavam por elas mexendo, inclusive de moto e passaram a segui-las fazendo gestos absurdos. Isso também é violência! E para terminar, dois amigos me mandaram suas opiniões ou relato de situações que já foram vistas por eles:



Bom, o post de hoje foi direcionado a relatos mais específicos sobre o que acontece, para ajudar na campanha, espero que tenham gostado!
obs: não concordo com todas as opiniões. (desculpa Matheus, mas eu acho que se o homem pode andar sem camisa, as mulheres deveriam ter o mesmo direito, então realmente discordo). E o último relato é do Matheus Campanello do blog Joven Clube.

Essa campanha está sendo feita pela Izi Acessórios com a #euapoio, e no mês de março a empresa doará 25% de seu faturamento para uma organização que lute pelo fim a violência contra a mulher. Em cada compra realizada 25% irá automaticamente para essa causa. Este é apenas um passo para ajudar a erradicar esse tipo de violência. E caso você se interesse, por favor: use essa hashtag em suas postagens para ajudar nessa luta.

E vocês, já sofreram/viram algum tipo de violência contra a mulher? Me conte tudo!

Beijos,
Carla Wolf
                                  Fan page | instagram canal do youtube

06 março 2014

Olá! Hoje trago mais uma vez a tag #Paposério aqui do blog, dessa vez a postagem é em apoio a campanha #EUAPOIO de uma das parcerias do blog a Izi Acessórios, e claro que eu não poderia deixar de dar meu incentivo a essa campanha fazendo um texto sobre minha opinião a respeito não é verdade? 

Bom, para quem não se lembra vale em primeiro lugar  ressaltar um post que fiz sobre algo que também é violência a mulher, no caso a cantada, que está aqui. Só que muito além do machismo que nós mulheres sofremos diariamente, seja com respeito as roupas que usamos (tá eu sei, muita gente se mostrou contra minha opinião, mas eu não vou mudá-la) ou até mesmo no fato de recebermos menos que os homens tem alguns tipos de violência beem piores. A cada ano cerca de 50 mil mulheres são estupradas só no Brasil, e isso nada tem a ver com a roupa que você usa, afinal no Oriente Médio a culpa é do rímel. Não quero colocar nem um discurso feminista nessa campanha, quero apenas abrir os olhos de tanto das mulheres quanto dos homens a esse respeito. Para alguns é uma realidade distante, mas vamos pensar comigo nesse momento as mulheres : vocês andam de cabeça baixa pelas ruas? Mudam de calçada ao ver um grupo de homens a sua frente? Se a resposta de vocês foi sim, isso já é uma forma de violência. Antes de fazer essa postagem eu estava lendo um livro do Fabricio Carpinejar de crônicas e uma delas me chamou a atenção  "A torcida dos bagaceiros" ele diz que a mulher apenas finge não gostar de cantadas e isso faz bem para o auto estima, ok vamos lá, para quem não viu houve uma campanha do blog Think Olga a "Chega de fiu fiu" em que mostra que há mulheres que realmente gostam disso porém a maioria não gosta, mas o que me levou a essa crônica é para mostrar que isso é sim um tipo de violência, ou vai dizer que ninguém nunca ficou com medo do cara que mexeu com você? A mulher nessa sociedade impregnada pelo machismo é alguém tratada como minoria em que deve deixar se abater por certas coisas e abaixar a cabeça e fingir que é lindo você ter 11 anos, estar andando na praia e um cara em torno de 40 anos mexer com você te chamando de linda, ok não foi um gostosa,mas eu tinha 11 anos e já estava sofrendo por esse tipo de violência numa época em que eu queria mesmo era brincar de boneca.

 Bom, se isso é pouco vamos para um dado que seja mais parecido com a realidade de muitas. A cada 12 segundo uma mulher sofre algum tipo de violência no Brasil. E volto a ressaltar que isso não é culpa da mulher. Desde a antiguidade a mulher era vista apenas como reprodutora, ou para cuidar da casa e mesmo com isso tendo mudado alguns homens ainda acham isso, esses dias estava eu acompanhando minha mãe vendo a novela das 7 da Globo e o homem (acho que é Kléber na novela) disse "Você é minha mulher, tem que me obedecer", ok foi uma simples fala mas se pararmos para ver perceberemos o quanto de coisa está impregnada nessa fala, afinal algumas mulheres simplesmente obedecem e acham certo esse pensamento e eu digo: NÃO, NÃO É.


 O homem não é dono da mulher e vice versa, ser ameaçada não é normal e ninguém tem o direito de fazer isso um com o outro. Ser assediada no trabalho não é por conta da roupa que você está usando ou que você pareceu estar a fim, não, é o cara que quis e pronto e você deve ter conhecimento disso e tentar evitar, indo à uma delegacia da mulher relatar tal acontecimento e torcer para que façam algo. Já que muitas vezes não importa o quanto a mulher vá a delegacia, o crime ocorre sem que as pessoas possam fazer nada. Acho importante falar sobre a Lei Maria da Penha, que é uma forma da mulher se proteger, então caso ela sofra algum tipo de violência por parte do namorado/marido/pai/padrasto e etc essa lei pode ajudar a proteger. Antes era válido somente assim que mulher fizesse a queixa, podendo ter aquela história de "ele estava fora de si", "é o pai dos meus filhos", pois bem agora temos uma mudança: a lei pode valer sem uma denúncia da vítima.
A violência que a mulher sofre é um dado absurdo, que precisa ser mudado drasticamente. Ver a cada final de ano ou início dados assustadores quanto essa questão parecem não estar modificando e sim insinuando que você pode praticar violência à mulher seja ela qual for, em vários lugares. O que claro é absurdo, se você é homem e vê seus amigos fazendo piadas a respeito de terem "encochado" uma mulher no transporte público, ou ter mexido com uma mulher na rua, ou ter dado um tapa na cara da sua namorada com a frase "meu relacionamento é a base do tapa, e é assim que tem que ser!" (eu já ouvi isso) , não fique parado e mostre sua opinião. Isso não é certo e deve sim ser mudado. Sofremos violência na escola/faculdade/rua/em casa e isso não é algo natural do ser humano, é algo a ser mudado.
Sei que o post ficou um tanto extenso, mas isso não é um tipo de assunto que pode ser discutido em poucas linhas. Acho que tem que ser mais debatido tanto nos blogs sobre comportamento, quanto nas mídias, isso vale tanto para mulheres quanto para homens.

E para terminar: Essa campanha está sendo feita pela Izi Acessórios com a #euapoio, e no mês de março a empresa doará 25% de seu faturamento para uma organização que lute pelo fim a violência contra a mulher. Em cada compra realizada 25% irá automaticamente para essa causa. Este é apenas um passo para ajudar a erradicar esse tipo de violência. E caso você se interesse, por favor: use essa hashtag em suas postagens para ajudar nessa luta.

E vocês o que acham disso?

Beijos,
Carla Wolf
#EUAPOIO

Me siga @caahwolf