Vestindo Ideias: desabafo Vestindo Ideias: desabafo
Mostrando postagens com marcador desabafo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador desabafo. Mostrar todas as postagens

15 abril 2018


O serviço de entrega dos Correios apresenta diversas falhas

O Correios é um serviço de entrega muito comum aqui no Brasil, tirando algumas transportadoras existentes eles possuem praticamente o monopólio. Acontece que devido à corrupção e falta de planejamento a empresa está a falir. E com isso, nossos pedidos de entregas tem se tornado uma tortura. Quem me acompanha nas redes sociais (Instagram e Twitter) deve ter visto que eu passei ao menos 5 dias reclamando desses serviços.

E como não é todo mundo daqui que me acompanha lá vamos resumir um pouco essa tour: Ano passado o blog fechou parceria com a Gamiss, uma loja internacional, e com isso vieram as encomendas. O pedido foi feito no final de novembro e enviado logo em seguida, apenas em janeiro foi constatado que o pacote chegou ao Brasil. Desde então, ele havia parado em Curitiba e ficado. Após um tempo até que rápido ele foi liberado sem imposto para chegar aqui em casa em 40 dias úteis. Contei os dias certinhos e daria que semana passada a encomenda deveria chegar em casa. Para diminuir a ansiedade dei uma parada de olhar, afinal: Se estressar para que? Pois bem, na segunda feira fui olhar e diziam que havia sido feitas duas tentativas de entrega.
 
dificuldade em obter encomenda pelo Correios
Print retirado do site do Correios sobre minha encomenda
Estranhei, liguei no Correios e informei que eu estava em casa e que nenhum carro havia passado aqui. Não adiantou e foram colocadas no sistema mais duas tentativas de entregas inexistentes. Feito isso aconteceu algo à mais: Ao invés do pacote ir para a central voltou para a central de distribuição e no site dizia que o pacote iria ser devolvido (no caso pra China, o que iria me causar muita dor de cabeça). Fui no CDD (central de distribuição) e em menos de meia hora consegui retirar minha encomenda.

Obs: Eu tentei abri uma reclamação por telefone, porém o sistema de reclamação estava fora do ar e foi pedido que eu retornasse em uma hora ou fizesse pelo computador. Tentei pelo computador e estava fora do ar, no final da tarde consegui fazer a reclamação até então sem reposta.

Nesse meio tempo até pesquisei se poderia processar o Correios, tendo em vista que era um calúnia falar que não havia ninguém em casa quando havia, mas pelas minhas pesquisas a resposta foi: Isso só é possível quando há um mal maior – Os exemplos dados foram: Comprou a aliança de casamento e não chegou na data ou o pedido por um remédio com urgência que foi entregue muito tarde.

Com uma pesquisa rápida com a palavra Correios e indo nas últimas no Twitter, descobri que muitas pessoas estavam passando pelo mesmo que eu. Cheguei até mesmo a ver uma garota que comprou algo da Coreia, pagou 50 reais de frete e o Correios alegando que não havia ninguém para receber devolveu a encomenda.
 
Reclamações sobre o Correios aumentam
Imagem retirada da pesquisa sobre a palavra Correios no Twitter em 15/04
Durante meus dias de reclamação encontrei muita gente passando pelo mesmo, dizendo para mim que estava com esse problema ou que esse serviço em si havia sumido com sua encomenda. E um detalhe importante para se falar aqui é que não foi apenas com encomendas internacionais (como foi meu caso) mas com nacionais também onde haviam pagado taxa extra para adquirir o produto em menos tempo.

Na televisão aqui, principalmente no SPTV 1, há sempre milhares de reclamações sobre o serviço e inclusive esses dias fizeram umareportagem onde mostrava que as encomendas não estavam indo para a agência central e sim para um lugar que normalmente era muito longe da casa da pessoa. Eu tive sorte da CDD ser perto da minha, mas sei que a maioria das pessoas não está tendo essa sorte.

É óbvio que isso poderia ser apenas uma reclamação de alguém classe média, mas até cartas normais estão demorando para serem entregues. Quem trabalha no Correios alega que é por corte de empregos muitos ficaram sobrecarregados mas o porta voz diz que não é bem assim. Óbvio que o trabalhador em si não tem culpa (ou no meu caso tem, já que não passaram aqui e nos horários e datas anotados eu estava em casa sim) e sim todos os que lucram nas costas de quem tem que carregar cartas o dia todo, principalmente porque o carteiro da minha região algumas vezes tem passado aqui às 19h de tanto o volume de entrega dele. Então como a empresa diz que os trabalhadores não estão sobrecarregados?

A verdade é que a empresa tem o monopólio aqui no Brasil e são poucas as empresas que enviam por transportadora ou tem a sua própria. Eu fiquei muito nervosa por conta de roupas e maquiagem (veja o post de recebidosaqui) mas fiquei pensando em quem compra itens realmente importantes.

Além de tudo, ainda estou esperando ao menos 6 encomendas de marcas aqui em casa e torcendo para que alguma delas me envie o código de rastreio para que eu possa buscar no CDD. Os serviços estão cada vez piores e espero  que minhas encomendas voltem à serem entregues e os trabalhadores dela não sejam mais sobrecarregados.

Se você tem alguma experiência ruim como a minha com os serviços dessa transportadora me comenta aqui embaixo seu relato.

25 fevereiro 2017

Recentemente eu tenho escutado muitos relatos de homens reclamando de tomar um fora. Sempre foi assim, ninguém gosta de ser rejeitado. A questão é, que quando alguns deles escutam um "Não", é porque a mulher é metida (?). Por exemplo, minha amiga estava no ponto de ônibus, e um cara ficou chamando ela com assovios. Ela não respondeu, estava de fone e fingiu que não era com ela. Ele começou a chama-la de princesa, e continuou sendo ignorado. Até que ele perguntou o nome dela, que tirou o fone, olhou pra ele e disse: "é comigo??". Ele respondeu que sim e perguntou novamente. Ela falou que não diria seu nome, e ele afrontado disse: "nossa mas você não pode falar seu nome?" "NÃO". E ele respondeu: "nossa, desce do pedestal, veste a sandália da humildade" (?).

Agora me digam vocês, em que universo uma mulher é OBRIGADA a dizer seu nome para um COMPLETO DESCONHECIDO no meio da noite sozinha, ou então ela é "desumilde"? Que palhaçada é essa? MESMO que não fosse a noite, mesmo que ela não estivesse sozinha, se ele fosse bonito ou feio, não importa. Meus pais me ensinaram a não falar com estranhos. Saio do meu trabalho as 20h e vou correndo pro ponto de ônibus, louca  pra chegar na minha casa e me sentir segura novamente. E nesse carnaval está muito na  moda tomar um fora e dizer que a mina não é humilde, que se acha, que é metida, que ela nem é tudo isso. A me poupe né. Esse ego ferido, a masculinidade afrontada, dói demais para que se possa seguir em frente sem precisar tentar humilhar e diminuir a mulher só porque ela NÃO QUER NADA COM ELE .

Imagem retirada do Google

Talvez porque ele claramente seja um babaca, talvez ele não faça o tipo dela, talvez ela seja comprometida, talvez ela não esteja afim. NÃO é NÃO. Lide com isso. Esses homens que fazem esse tipo de coisa não entendem que o mundo não gira em torno deles, que mulheres não vieram ao mundo para satisfazer suas vontades acima de tudo.
E se você conhece um cara assim, comente aqui em baixo. Se você não conhece, fique atenta, pois eles estão por ai, e se acham a ultima bolacha do pacote, o ultimo pedaço de bolo da festa, e nós sabemos que não é bem assim.
Lembrando que estou falando de ALGUNS homens, ou melhor, moleques. 

09 fevereiro 2017

Hoje estou aqui para falar sobre um assunto que a muito hesito em falar. Não por não ter confiança no que estou prestes a dizer, mas por ser um assunto muito sério para mim e por achar que não caberia no blog junto de outros posts tão legais e divertidos.

Mas vamos ao que interessa, maternidade. As pessoas costumam ficar muito surpresas quando descobrem que não vou ter filhos. Porém se você ficar surpreso, entendo, mas as reações, os comentários.. "Você é muito nova para decidir" "Você vai mudar de ideia" "Você vai acabar tendo" "Como assim não vai? Você não quer, mas não se sabe" "Quem vai cuidar de você quando estiver velha?" Esse tipo de comentário me incomoda muito.

Ninguém gosta quando duvidam da nossa capacidade de tomar decisões. Com que idade seria aceitável tomar essa decisão? Até quando vão me dizer que vou mudar de ideia? Na minha cabeça é tão natural quanto decidir TER filhos, casar ou não, trabalhar fora ou não, qualquer decisão sobre meu futuro e estilo de vida.

Estamos falando de criar outro ser humano e tem gente que torce para que eu tenha uma gravidez indesejada. Não estou aqui só torcendo e contando com a sorte. Se decidi assim, eu me cuido e tomo as providências necessárias para que não aconteça.Não estou aqui para falar sobre uma obrigatoriedade legal, literal, mas a pressão que a sociedade em geral exerce, pois nós mulheres "nascemos para ser mães". Eu nasci para ser o que eu quiser, fazer mil coisas maravilhosas, entre elas, ser mãe, ou não. Não me resumo a reprodução e criação. E o fato de sentir todas essas coisas entaladas na garganta me faz acreditar que é um assunto que vale a pena ser falado. Inclusive adoro quando a atriz Jennifer Aniston fala sobre o assunto. Pesquise o nome dela no Google, e entenderão o que quero dizer.

Detalhe que não abordarei aqui é a questão do aborto. Basta dizer que para mim é uma questão de saúde. E preciso dizer, sobre as pessoas que dizem "mas tantas mulheres querendo ter filhos sem poder, e você aí não quer". Lembrem-se, não é porque alguém não pode ter filhos que eu sou obrigada a ter, ou sou ingrata. Todos nós carregamos nossos fardos e fazemos o nosso melhor para lidar com os problemas. Sei que muitas mulheres anseiam pela experiência da gravidez, mas muitas crianças anseiam pela experiência de ter uma família. Devemos aceitar que uma mulher que decide não se casar, não ter filhos, não é uma mulher fracassada, infeliz ou menos mulher. Somos todas fortes, mais que suficientes, donas de si. 


Lembrando que esse texto reflete apenas a minha opinião e não a das outras colaboradoras. Elas podem concordar ou descordar de mim em certas coisas. Não estou aqui para desrespeitar ninguém. Pelo contrário, é um desabafo de alguém que também gostaria de ser plenamente respeitada em suas decisões.  

Me siga @caahwolf