Vestindo Ideias: costura Vestindo Ideias: costura
Mostrando postagens com marcador costura. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador costura. Mostrar todas as postagens

25 fevereiro 2018

Existem diversas máquinas de costuras no mercado e cada uma delas possui os seus pontos específicos, algumas possuem inclusive pontos para bordado. A Elgin Supéria JX2050, é uma máquina que está no mercado há alguns anos, reta e considerada uma máquina caseira.
máquina de costura elgin superia jx2050

A máquina possui todas as peças principais normalmente presentes, que são elas: Botão seletor, limitador de enchedor de bobina, enchedor de bobina, guia do enchedor, estica fio, guia-fio superior, regulador de tensão superior, agulha, chapa da agulha, base removível (porta acessórios), sapata/calcador, botão de retrocesso, alça, porta carretel, volante, interruptor de lâmpada, tomada do motor, braço livre e alavanca do calcador. Juntamente, veio 5 acessórios: Bobinas (2), abridor de casas, feltro, sapata de casear e agulhas (um kit com 4).

A máquina possui ao todo 11 pontos básicos que fazem dela uma máquina completa para sua função, ela também é uma máquina portátil. Caso você prefira assistir por vídeo é só clicar aqui ou rolar até o final dessa postagem onde estará o vídeo sobre o assunto.

Pontos retos


A, B e C : O ponto A é o ponto mais justo da máquina, eles ficam todos bem juntinhos um ao outro com nenhum espaçamento. Já o ponto B é menos justo e possui um leve espaçamento. O ponto C é utilizado para franzir o tecido, logo é largo e possui mais espaço entre eles.

Pontos Zig Zag


D, E e F: O ponto D é um zig zag mais justo, utilizo-o para fazer chuleio para dar um acabamento para não desfiar. O ponto E é um pouco mais aberto, porém continua do mesmo tamanho que o D. Já o ponto F é um ponto maior e mais aberto que o ponto E.


Costura três pontinhos


O ponto G da Elgin Supéria JX2050, é o ponto ideal para pregar elásticos por ele ter dois pontos e deixar a costura mais segura.


Bainha invisível


O ponto H ou I : Caso você deseje uma costura discreta que não apareça,esses pontos são indicados. O ponto H possui dois pontinhos e um zig zag maior, lembra um pouco batimentos cardíacos. Já o ponto I é mais fechado.


Ponto Concha


Ponto J: Para quem está procurando uma costura que fique mais certinha em tecidos sensíveis, como cetim, é indicado esse ponto por ele é em concha e ideal para baby-doll.



Assista ao vídeo para maiores informações:


        

26 outubro 2017

Muitos dizem que ser costureira é um dom ou que está nos genes, não acredito que seja verdade. Uma vez assisti à um vídeo onde a Karina Belarmino (esse) basicamente dizia "Como passar a linha por uma buraco e fazer um movimento de cima para baixo pode ser um dom?" e preciso dizer que concordo com ela.

Costurar é tudo, menos um dom. Exige paciência, determinação e saber que se você errar o buraco do seu botão você vai machucar seu dedo. Mas é treino. Sim, não é dom é treino. Já falei que na moda existem muitos sabotadores, mas quando o assunto é costura isso vai além.

Como surgiu

A costura surgiu há anos atrás, desde o começo da civilização. Segundo o site da Magazine Luiza "Relatos afirmam que as agulhas mais antigas, feitas de osso e marfim, foram fabricadas há mais de 30 mil anos. A tecelagem demorou um pouco mais a aparecer: cinco mil anos atrás, as pessoas aprenderam a trançar e enredar fios feitos de pelos de animais."

Logo vamos pensar assim: Basicamente alguém pegou ossos e marfim e falou "vou colocar um fio aqui, passar uma linha por cima da outra e vamos ver como fica" então não, não é dom.

E agora vamos ao principal do texto que é o assunto do texto

O QUE EU APRENDI COSTURANDO

1) A ser mais paciente
Eu sou uma pessoa que sofre de ansiedade e costurar demanda tempo, cuidados e com o passar do tempo precisão. Sempre fui muito eufórica e bem ruim com trabalhos manuais e com a costura por estar fazendo algo e concentrada percebi que passei a ser assim com outros assuntos.

2) Trabalho manual é mais difícil que costurar
Sabe essas blogueiras que fazem DIY? As valorizem! Nunca fui boa com essas coisas e continua não sendo (melhorei, mas ainda sou ruim) e acho costurar muito mais fácil, tendo controle da máquina é só sucesso.

3) Os erros levam à perfeição
Sim, os erros realmente levem a perfeição. Esses dias olhei minhas primeiras costuras e quase chorei. Estava tudo sem acabamento, bainhas tortas.... Realmente, minhas costuras eram uma vergonha. Mas foi olhando esses erros, vendo o que precisava melhorar que cheguei à um bom trabalho e isso serve pra vida.

4) Fazer testes antes é sempre necessário
Recentemente fiz uma roupa com um molde meu de 2015 achando que estava tudo certo sem fazer uma peça piloto. Resultado? Ficou pequeno e foi perda de tecido! Hoje por trauma faço teste de cabelo, teste de escrita... To sempre testando tudo para saber se vai dar certo.

5) Ser elogiada por algo que você produziu é maravilhoso
Já fui elogiada por várias coisas ao longo da vida, mas nada me deixa mais realizada do que falarem que fiz algo que ficou realmente bom. Isso você não precisa aplicar apenas na costura, vale pra tudo.

E você o que aprendeu com sua profissão/hobbie?

22 julho 2017

Fazer capas de almofadas é uma das coisas que mais gosto, já que podemos transformar um ambiente com elas. Eu estou em uma fase mais alegre da minha vida e deixando minha criança interior exalar mais (realidades né) então estou sempre a fazer almofadas mais teens por assim dizer.

Essa almofada eu peguei de inspiração uma da Imaginarium e usei de molde. As medidas eu peguei de uma almofada aqui de casa que eu já usava com outra capa, mas pra ficar mais fácil fiz um desenho com os moldes, é só acessar os links abaixo:

https://www.4shared.com/s/fQRRF34K_ca
https://www.4shared.com/s/fGLEiIfFkei
https://www.4shared.com/s/fBYJv8AYGei

Parte dianteira
 Passo 1

Faça um molde com um desenho que você goste. Eu fiz um retângulo grande, alguns detalhes da almofada e também um retângulo menor pra poder fechar a almofada. Importante sempre anotar nas partes o número de vezes a serem cortadas.
Parte traseira
 Passo 2

Cortar no tecido todas as partes e em seguida alfinetar para saber como irá ficar.

Passo 3

  • Começar a costurar. Costurar primeiro os detalhes ou cole, como você desejar. 
  • Em seguida costure o retângulo menor em sua altura e depois costurar a parte de trás nas laterais e na altura do lado contrário, deixando tanto na parte roxa quanto no outro 2 dedos para encaixar as mãos.
  • Costurar as mãos e virá-las para o lado do avesso a fim de esconder a costura.
  • Costurar as mãos na almofada.
  • Virar a almofada para o lado que vai ser usado, o retângulo menor também vai virar do avesso e cobrir uma parte de trás.


Resultado
Para ver em detalhes veja o vídeo:

 
E então, vocês gostam de DIY?

23 junho 2017

Desde que eu me conheço por gente eu sou apaixonada por esse estilo mais retrô que remete aos anos 50 e 60. Acho inclusive, que foi a melhor época se vestir. Mas é bem difícil encontrar aí pelo mundo à fora peças retrôs que sejam boas e baratas, além de difícil acesso.

Ai Carla, mas internet tem de tudo! Sim e nas minhas pesquisas percebi que esse estilo que tanto gosto custa uma verdadeira fortuna. Não tirei foto do passo a passo, mas vou escrever os materiais e então vou deixar o vídeo abaixo e vocês sigam ok?

Para começar o resultado final é esse:

Então vamos aos materiais:


- Tecido à sua escolha: Dê preferência aos que possuem elastano. Os metrôs dependem, utilizei 1m10 com esse por ser com forro.
- Fita métrica, tesoura para tecido, giz de tecido e alfinete: Materiais básicos necessários.
- Máquina de costura ou agulha e linha.
- Zíper destacável: Caso seu tecido seja como o meu que não estica tanto, sugiro comprar esse zíper destacável para usar.
-Moldes: Estou ensinando no vídeo, mas também deixei para baixar no 4shared só clicar nos links abaixo.


Para ver o passo a passo é só assistir ao vídeo:


  

Ah e quem por favor puder ir curtir e comentar lá no YouTube saiba que isso em ajuda muito!

E então, gostaram do tutorial? Se gostaram não deixem também de se inscrever no canal, esse mês está tendo vídeo TODOS os dias :3 

27 dezembro 2016

Eu sei que estava sumida, final de ano é uma correria e obviamente que eu não me planejei (estou tentando trabalhar meu ascendente em virgem, mas não consigo) e não estou conseguindo postar. Camila também está na correria, mas né vamos dar um jeito.

Hoje estou trazendo mais um vídeo para vocês, dessa vez é algo que vocês adoram: DIY. Vocês sempre me pedem, então porque não, não é mesmo? Pra quem não sabe, ou não viu, esse look que usei foi com um vestido que era um sobretudo.
  
O vídeo ficou bem rapidinho e explicativo, já que foi algo bem rápido de fazer. Quem quiser se inscrever no canal tem um botão aqui na lateral direita para isso ou pode clicar aqui.

E então, gostaram da transformação?

Me siga @caahwolf