Resenha: Querida Sue de Jessica Brokmole - Vestindo Ideias

Resenha: Querida Sue de Jessica Brokmole

21:42

Querida Sue
Uma carta dá início a uma história de amor que nem duas guerras podem apagar

Escrever carta é um ato ultrapassado, poucas pessoas ainda escrevem como forma de se comunicar com alguém. Quando recebi esse livro de um sorteio fiquei muito feliz já que a temática envolve cartas e confesso que não me decepcionei. Ahh, e para quem reclama que eu não leio romances: esse é um romance, maravilhoso, não é água com açúcar e te encanta do começo ao fim.
Elspeth vive em uma pequena ilha na Escócia e escreveu livros não muito famosos de poesia, por isso se viu surpresa quando um jovem chamado David lhe envia uma carta dizendo que adorou seu livro e o quanto se viu encantado com suas palavras.
Porém a história não é só isso, na verdade é muito além. São duas histórias e duas paixões marcadas por guerras, as vidas vão se cruzando conforme o enredo vai acontecendo. A filha de Elspeth (que por um motivo peculiar é apelidada de Sue) também escreve cartas, tanto para seu noivo quanto para sua mãe.
" 'Não há nada que não saiba fazer?', o senhor me pergunta. Bem, eu não sei dançar. Nem curtir couro. Nem fazer barris ou atirar com um arpão. E não sou especialmente boa na cozinha."(pág.11)

Como o cabeçalho de cada carta possui o nome do local de onde se escreve e também o nome para quem é não fica confuso, muito pelo contrário dá um ritmo de leitura que é muito bom. A realidade do que é escrito quase me fez acreditar que eram reais, as duas histórias me deixavam curiosa para virar a página. Tá ok, mas do que é a história Carla?
Uma  história de amor entre um homem e uma mulher e também amor em família. Histórias antigas, com coisas que aconteciam antigamente e fatos que hoje aconteceriam pelo Facebook. São cartas de amor entre Elspeth e David, entre a filha dela e seu noivo e entre mãe e filha.
"Se não é "Sra. Dunn", o que é? Como seus amigos te chamam? Ellie? Libby? Elsie? Por aqui sou conhecido como "Mort" (não pergunte), mas minha mãe me chama de "Davey". (pág. 19)

É uma história que fala por si só, com elementos que te fazem delirar entre e se apaixonar intensamente pelos personagens. Li em apenas um dia e meio o livro e confesso que foi um dos melhores de 2015.
Eu indico para todos aqueles que gostam de histórias de amor e que gostam de uma leitura um pouco diferente, já que ela é feita através de cartas. Vale muito a pena ler. 

"Isso é a guerra falando. Eu sei, já vi vi acontecer. Eles partem achando serem incríveis, achando que o futuro é um lado dourado à sua frente, prontos para mergulhar." (pág. 33)

E então gostam de livros contados de forma diferente?

You Might Also Like

5 comentários

  1. Oi, tudo bem? eu acompanho seu blog faz um tempo e gosto da forma como vc escreve.Além disso, em relação ao post gostei muito da resenha sobre esse livro e fiquei com uma vontade de ler também.Enfim,flor espero que vc possa ter ainda muito sucesso com o blog e continue fazendo post. Beijos da Gio! :)
    http://perfeitocliche.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. interessante esse livro, eu ainda nao conhecia, vou dar uma olhada melhor nele qd eu passar na livraria!

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  3. *Suspirando por esse livro*. Nunca tinha lido um livro assim, a história é bem interessante eu fiquei interessada pelas histórias que acontecer. E como eu sou suspeita pra falar de livros de romances, esse vai com certeza entrar na minha lista!
    Beijos,
    www.dosedeilusao.com

    ResponderExcluir
  4. Esse livro parece tãaaaaoo fofo, sério!

    Beijos!

    http://perolairregulaar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

-Nada de ofensas.
-Criticas e sugestões são sempre bem vindas.
-Deixe o endereço de seu blog para que eu possa retribuir.

Acompanhe no Instagram!