KATHARSIS – Desculpem o transtorno, preciso falar sobre a Safo - Vestindo Ideias

KATHARSIS – Desculpem o transtorno, preciso falar sobre a Safo

10:00

       Não nos conhecemos no jazz. Foi na faculdade mesmo, na minha aula favorita, da minha professora favorita (que se tornou minha segunda mãe). Eu nunca tinha ouvido falar em lírica grega, sequer imaginava que fazer poesia era um costume tão antigo. Me apaixonei perdidamente de imediato. Ela estava lá, no slide, e eu queria chegar mais perto. A professora não conseguiu deixar a projeção maior, mas mandei um e-mail assim que cheguei em casa, pedindo os textos da aula. E li e reli aqueles poemas em fragmentos, em diferentes traduções para diferentes línguas. Não demorou muito para que eu quisesse traduzir também.

A Lua me deixou, também as Plêiades
É meia-noite, as horas se esvaem,
Só, então, adormeço.
(E consegui!)

            Depois disso já passamos por muitas coisas. Safo acompanhou meu crescimento, me viu cair, levantar, quase desistir e depois voltar com toda animação. Ela me ensinou que o tempo cura tudo, nós só precisamos ter paciência. Com ela, percebi que todos os meus esforços valem a pena, todos os dias que passei estudando grego, me dedicando, hoje me ajudam a entendê-la melhor. Queria ter uma Tardis para poder viajar no tempo e conhece-la, poder me comunicar com ela e dizer o quanto sou grata. Grata por me ajudar a crescer e me desenvolver como pesquisadora, por me fazer enxergar o mundo de outra maneira, por me ensinar mais sobre a poesia e sobre o amor.
            Ela me ajudou a conquistar meu namorado e minha autoconfiança, e eu, em troca, vou ajuda-la a estar mais próxima do Brasil, a cantar em português. Meus amigos podem até pensar que isso é bobagem, que Safo é só uma poeta que viveu há séculos na Grécia e que se tornou meu objeto de pesquisa. Mas não, para mim, Safo é muito mais do que isso. Ela é minha porta de entrada para um mundo novo, onde eu amo estar, e onde desejo ficar para sempre.



P. S.: Olá, pessoas! Vocês devem estar estranhando esse texto, mas fui eu mesma que escrevi. Setembro passou voando e um bloqueio criativo me impediu de escolher um livro a tempo. Eu também estava sentindo a necessidade de contar pra alguém como trabalhar com Safo de Lesbos na minha iniciação científica tem me feito bem, então uni o útil ao agradável nessa crônica/declaração de amor. Espero que tenham curtido. Mês que vem trago um livro para vocês. ;)

You Might Also Like

18 comentários

  1. Que bacana!! Isso me lembrou que quando eu estava na faculdade a gente estudava muito sobre o teatro e textos gregos. Eu gosto disso, me arrependo de não ter aproveitado mais estas aulas quanto eu deveria...

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie
      Que bom que você gostou!
      Se estiver a fim de saber mais, pode contar comigo ;)

      Excluir
  2. Gostei muito, deu até vontade de pesquisar e saber mais sobre esta Poetiza, eu amo poesia, desde pequena me perco e me encontro em versos *.* beijos
    Charme-se

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Simone
      Poesia faz bem pra alma, não é mesmo? <3

      Excluir
  3. Acontece, né?! hahaha!

    Bela declaração! É muito bom quando achamos algo que nos faz assim tão bem!

    Ótima quinta!

    Beijo! ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Amanda
      Sim, é maravilhoso!
      Boa semana, beijos

      Excluir
  4. Gosto muito, muito de poesia e vou pesquisar mais sobre ela.
    Gostei muito do seu texto, é muito bom nos aprofundar nos temas que mais amamos né.

    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
  5. Muito bacana o seu texto. Não conhecia essa poetiza.
    big beijos
    Lulu on the Sky
    YT - Meu Canal

    ResponderExcluir
  6. Que legal Carla, saber que ela influenciou tão positivamente a sua vida! Lindo isso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Camila
      Eu não sou a Carla (mas é um elogip ser confundida com ela, rsrs), sou a Cathê. Fico feliz que você tenha gostado do meu texto :)

      Excluir
  7. Adorei essa declaração, Carla! Até porque não conhecia a Safo, vou pesquisar mais sobre. Ps.: ia te avisar hoje sobre a Tag, mas vi que você já viu lá no blog. Hehe

    Bom restinho de semana pra ti! Grande beijo, Fran.
    www.delirioscotidianos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fran
      Eu sou a Cathê, colaboradora aqui do blog. Espero que você goste do que encontrar sobre a Safo ;)
      Beijos

      Excluir
  8. OI CAAAAAAAAAH

    É MUITO LEGAL quando a gente se identifica com algum artista, poeta, cantor... Por mais estranho que pareça (e por mais estranhos que a gente se sinta), é quase que como ser abraçado e saber que alguém no mundo te entende ou entenderia :( Sinto isso com a Marilyn.

    Depois quero saber dessa iniciação científica *-*

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie
      Você descreveu exatamente o que eu sinto (ufa, não estou sozinha no mundo, hahaha)
      Quando tiver novidades, posto por aqui
      Beijos

      Excluir
  9. gostei mt de conhecer essa poetiza e ler seu texto

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Livia
      Que bom que você gostou, obrigada!
      Beijos

      Excluir

-Nada de ofensas.
-Criticas e sugestões são sempre bem vindas.
-Deixe o endereço de seu blog para que eu possa retribuir.

Acompanhe no Instagram!