Resenha - Filme: Corra! (Get Out)

10:00


Sinopse: A história acompanha um final de semana na vida de Chris (Daniel Kaluuya), um jovem afro-americano que visita a propriedade da família de sua namorada. A princípio, Chris vê o comportamento exageradamente hospitaleiro da família como uma tentativa desajeitada de lidar com a relação inter-racial da filha, mas, no decorrer do final de semana, uma série de descobertas perturbadoras o levam a uma verdade que ele nunca poderia imaginar.
Corra! Foi um título muito indicado por todos, eu como recém formada tenho que pagar inteira no cinema então quando gasto meu precioso dinheiro necessita ser com algo bom.
Para entender melhor o filme é necessário entender a cabeça por trás desse filme, Jordan Peele que é filho de mãe branca e pai negro.  Entendido isso é hora de falar do filme. Na sinopse já nos é entregado que algo vai dar errado, que o filme em algumas partes pode ser meio assustador.

O jovem fotógrafo Chris vai conhecer a família da sua namorada branca, até aí já tivemos diversos filmes com essa temática sempre levando para o lado comédia. Antes de ir a pergunta “Rose, você avisou aos seus pais que sou negro?” e ela responde que não precisava disso. Logo no caminho há um acidente que começa a deixar tudo ainda mais esquisito para essa chegada.

Nesse ponto vale ressaltar que a fotografia do filme é muito boa, assim como os efeitos sonoros produzidos por todos os elementos do filme que faz com que cada barulho seja parte do filme.

Chegando lá os estranhamentos começam: Uma família branca que tenta de todas as maneiras agradar ao namorado da filha, dois empregados negros que agem completamente estranhos e também uma festa apenas para convidados brancos onde todos agem como se Chris fosse um objeto a ser apreciado.

Voltando a falar da trilha sonora, um dos pontos altos e que fazem a história girar é o momento da hipnose que é feito através de rodar uma colher em uma xícara de chá. Quando Chris é hipnotizado pela sua sogra já percebemos que há algo errado, pois tudo parece não estar no local que deveria.

Ele sempre liga para seu amigo, Rod, contando o que está havendo e é exatamente esse amigo que percebe que há algo de muito errado com tudo que está acontecendo. Não posso contar muito do filme, porque a partir da festa o que está acontecendo se torna evidente e o suspense aumenta. Vi muitas resenhas comentando sobre ser um filme de terror, se eu fosse classificar dessa maneira diria que é muito mais um terror psicológico onde temos que analisar nossas próprias vidas para entender que sim, ainda somos muito racistas e falamos frases como o pai de Rose e as famosas “eu não sou racista até tenho amigos negros”.

Todas as interpretações foram maravilhosas, os empregados esquisitos como Betty Gabriel que interpreta Georgina e faz uma das cenas que faz jus a definição de filme de terror. Um destaque que deve ser falado é que Rose é interpretada por Allison Willians, que interpretava Marnie na série Girls (fiz uma carta de agradecimento a série, clica aqui) e que me mostrou que é uma ótima atriz independente do filme que a colocarem.

Peele conseguiu em seu primeiro longa metragem unir terror, suspense, comédia e te deixar tenso durante o filme de um jeito maravilhoso. É aquele filme excelente para todos verem e poderem discutir o quanto a sociedade ainda é racista. Indico para quem gosta dos mais variados tipos de filmes, mas principalmente para quem gosta de admirar os detalhes de uma boa obra. 

You Might Also Like

18 comentários

  1. Olá, Carla.
    Eu fiquei muito interessada nesse filme. Realmente já vi muitas comédias românticas com esse tema, mas como você disse, sempre vai para o lado da comédia. Só por ter essa abordagem diferente já é um ponto que me deixa muito curiosa. Vou assistir assim que der. Aqui na minha cidade os cinemas está em uma competição e todas as sessões pagam meia.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, se está nessa competição super aproveita e vá assistir esse filme, indico mesmo :3

      Excluir
  2. Ta ai um filme que estou interessada desde que anunciou.
    Adorei saber mais aqui e ainda quero ver.
    Beijos!
    Blog Pam Lepletier

    ResponderExcluir
  3. Olá Carlinha,
    Fiquei curiosa em assistir o filme após a sua resenha.
    Big Beijos,
    Lulu
    BLOG | YOU TUBE

    ResponderExcluir
  4. Ando tão interessada neste filme mas ainda não tive oportunidade de ver :(
    THE PINK ELEPHANT SHOE // GANHA UM MEGA CABAZ DE VERÃO

    ResponderExcluir
  5. Ta aí, não tinha lido nada a respeito desse filme! Vale a pena pagar inteira! :p

    Beijão, mariasabetudo

    ResponderExcluir
  6. Que filme maravilhoso.
    Ótima resenha e sugestão.
    Beijos.
    http://vinteedoisdemaio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Vou colocar na minha lista para ver! =)
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Amei !!!

    Estou amando seus artigos, sempre amei visitar seu blog e ler os artigos, sempre tem dicas e informações interessantes...

    Parabéns !!

    Samara Lima

    Colaboradora do http://resultadolotofacil.eco.br/

    ResponderExcluir
  9. Gostei de ler sobre o seu ponto de vista e da temática do filme, por ser atual e que merece ser discutida.
    Boa semana!

    Até mais,
    Emerson Garcia

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir

-Nada de ofensas.
-Criticas e sugestões são sempre bem vindas.
-Deixe o endereço de seu blog para que eu possa retribuir.

Acompanhe no Instagram!