Quais as vantagens do cigarro eletrônico comparado ao tradicional? - Vestindo Ideias Quais as vantagens do cigarro eletrônico comparado ao tradicional? - Vestindo Ideias

26 junho 2019

Quais as vantagens do cigarro eletrônico comparado ao tradicional?


O cigarro eletrônico pode ser uma alternativa para as pessoas que desejam diminuir os efeitos nocivos causados pelo cigarro tradicional, mas que ainda não conseguem se livrar do vício da nicotina.

Neste post, vamos apresentar as principais vantagens do e-cigar em comparação aos cigarros comumente encontrados no mercado.

Por isso, se você quer saber um pouco mais sobre o assunto, continue lendo o post!
fumo eletrônico ou tradicional
Foto: Reprodução


Como o cigarro eletrônico funciona?

O cigarro eletrônico atua, na verdade, como um vaporizador. Enquanto nos cigarros tradicionais o usuário inala a fumaça produzida pela queima do tabaco, com a versão eletrônica ele aspira somente o vapor oriundo do aquecimento de um líquido —  a essência — que pode ter nicotina e sabores flavorizados (atualmente, existem mais de oito mil sabores disponíveis no mercado).

A versão comum do cigarro é composta por nicotina e alcatrão, substância que carrega mais de quatro mil compostos químicos, além de impurezas e poeiras resultantes da contaminação durante o processo de produção. Já a mistura líquida do cigarro eletrônico é composta por água, álcool, glicerina, nicotina e aromas. Sendo a dispensa do alcatrão a responsável pela diminuição considerável dos prejuízos à saúde.

Por que o cigarro eletrônico é melhor que o tradicional?

Entre as vantagens, podemos citar a necessidade que o fumante tem de manipular o cigarro. Mais que um vício, muitas vezes o ato de fumar é um hábito, relacionado a atividades simples do dia a dia, como o café depois do almoço, a espera de um atendimento, a cerveja no fim de semana etc.

O cigarro eletrônico dá o mesmo prazer de manipular o objeto, o que pode ajudar na fase de transição para que a pessoa consiga largar o vício. Nesse aspecto, ele é muito mais eficiente que o adesivo de nicotina, por exemplo. Além disso, o vapor da nicotina inalado acaba reproduzindo as sensações de prazer causadas pelo cigarro comum.

Esse tipo de cigarro também não amarela os dentes e não provoca o característico mau cheiro que as pessoas que convivem com fumantes conhecem bem. Também é menos poluente e, apesar de ainda apresentar riscos de doenças pulmonares, os índices são bem menores que os causados pelos cigarros de alcatrão.

Os cigarros eletrônicos são inofensivos?
A resposta a essa pergunta é: não. O cigarro eletrônico também causa danos à saúde, porém menores que os gerados pelos cigarros de nicotina tradicionais. Assim sendo, ele pode ser encarado como um excelente redutor de danos.

Vale lembrar que a exposição à nicotina e a possibilidade do desenvolvimento do vício à substância continuam, o que torna necessária a moderação no uso do cigarro eletrônico. Além disso, embora a fumaça produzida seja menos prejudicial às pessoas que estão no mesmo ambiente, o uso do cigarro eletrônico em lugares fechados continua proibido pela Anvisa. Ele também não é recomendado para adolescentes, gestantes e pessoas com doenças pulmonares.

Como pudemos ver neste texto, apesar de suas contraindicações, o cigarro eletrônico pode ser uma alternativa para quem quer diminuir os danos provocados pela versão com alcatrão ou ainda não conseguiu perder o hábito de manipular o cigarro e, por isso, tem dificuldades de adaptação aos adesivos de nicotina.

2 comentários:

  1. pode ser uma maneira de tentar largar o cigarro convencional

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante o post. Não sabia quase nada de cigarro eletrônico.
    Bom fim de semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir

Me siga @caahwolf