Vestindo Ideias: publi Vestindo Ideias: publi
Mostrando postagens com marcador publi. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador publi. Mostrar todas as postagens

27 março 2020


como usar jaqueta windbreaker


Não importa se é verão ou inverno, a moda está cada vez mais fluida e aberta para receber peças versáteis para qualquer momento. É o que acontece com a blusa corta-vento, que é uma das roupas mais desejadas por poder ser usada em diversas épocas do ano. Também conhecida como windbreaker, essa peça já se tornou icônica não só no streetwear e no sportswear, que são seus berços originais, mas também em outros estilos.

Muito despojada e estilosa, a jaqueta windbreaker aparece com frequência nas coleções de grandes grifes, de famosas marcas esportivas e de marcas que abusam do estilo urbano em geral. Ela já tomou conta das ruas, mas ainda assim há muitas dúvidas sobre como usar corta-vento. Se você também quer saber sobre isso, está no lugar certo: no nosso post, você vai saber tudo para ficar sempre no estilo com essa jaqueta!



A febre windbreaker

como usar jaqueta windbreaker feminina

Um dos fatores pelos quais os modelos de corta-vento se tornaram tão queridos no Brasil é pela nossa variação de temperatura. Por não ser feita para aquecer totalmente quem usa, mas proteger dos ventos e algumas serem até mesmo impermeáveis (mas isso não é uma regra), ela é um curinga para ser usada em temperaturas incertas, ou até mesmo para dar somente um estilo a mais.

Com caimento larguinho e uma enorme diversidade de cores, efeitos e estilos, é possível criar vários looks, mostrando que essa peça faz cada vez mais parte do nosso dia a dia. O tecido corta-vento não tem forro, e a modelagem costuma ser sempre feita de um zíper frontal simples, capuz com cordão ou elástico e bolsos, o que faz a diferença são os efeitos e cores.

Geralmente, a jaqueta corta-vento é usada como a peça central do visual, mesmo se você optar por um modelo mais discreto. Entre os tipos de blusa que você pode escolher estão:

     Corta-vento neon: Muito estilosa e chamativa, essa peça é perfeita para os dias em que seu estado de espírito deseja chamar mais a atenção. Os modelos rosa, laranja ou verde neon são alguns dos que fazem mais sucesso quando usados com peças mais sóbrias e monocromáticas para momentos casuais.

     Corta-vento refletiva: A jaqueta refletiva é perfeita para criar um efeito diferente para as suas saídas à noite. Isso porque, quando num ambiente com baixa luminosidade, ela reflete a pouca luz e brilha no escuro, fazendo com que se destaque por si só. Por ter esse efeito, é muito vista em shows, baladas e outros ambientes bem descontraídos e cheios de vida.

      Corta-vento color block: A jaqueta color block é uma das favoritas dos adoradores dessa peça. Isso porque ela remete à windbreaker dos anos 90, que era feita com blocos multicoloridos. Esse efeito, inclusive, está muito presente não só na blusa corta-vento, mas também em outras peças vindas daquela década.

     Corta-vento preta: Uma das mais populares não só por sua cor neutra que combina com tudo, mas também por ser ainda mais versátil, a corta-vento feminina ou masculina na cor preta é excelente para ser usada até mesmo por cima da roupa de trabalho em dias de tempo incerto e mudanças repentinas de temperatura. Para manter o corpo protegido e aquecido sem incômodos.

Você pode escolher uma jaqueta windbreaker de uma grande marca ou uma mais em conta, mas o estilo e proteção estarão garantidos. Por tudo isso, essa peça promete não sair tão cedo do armário (e dos looks) das pessoas mais estilosas!

Agora que você já sabe o que é corta-vento e como usar essa jaqueta esportiva em qualquer ocasião, não deixe de conferir nossos outros posts e ficar ainda mais por dentro de diversos temas!

29 janeiro 2020


A não ser que você tenha vivido os últimos anos em algum outro planeta, sabe que as alpargatas tomaram conta do visual de muitos brasileiros e brasileiras. Estação após estação, esses calçados conquistam cada vez mais um grande público, com gostos e estilos diversos, provando assim ser uma peça não só bonita e confortável, mas também muito versátil e ideal para qualquer ocasião.

Dicas sobre o uso e alpargatas

Na verdade, para ser sincero, a tendência das alpargatas na moda não vem de alguns anos atrás. Ela já existe há algumas décadas e, por ser um calçado de estilo tão consolidado no look tupiniquim, nem deveríamos chamá-lo de tendência: as alpargatas são peças mais do que consagradas nos pés dos brasileiros.

São vários os motivos para esse sucesso e poderíamos dedicar incontáveis linhas para explicá-los a vocês. Mas optamos por ser um pouco mais breve, assim você terá tempo de sobra para se encantar ainda mais pelas alpargatas e, em meio a tantos modelos, escolher aquela que mais se adequa ao seu estilo. Mas alertamos desde já: vai ser difícil escolher uma só, viu?

Por serem leves e versáteis, elas combinam com os mais diferentes momentos e ocasiões. Desde aqueles mais informais, como uma ida ao barzinho ou um passeio na beira da praia, até eventos mais formais, como confraternizações de empresa ou família. Quando o assunto é “conversar” com outras peças e acessórios do vestuário, sua funcionalidade também é maravilhosa. Ela vai bem com tudo e sua criatividade é o único limite na hora de explorar as possibilidades! Além de tudo, elas também são frescas e arejadas. Em um país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza, nossos pés agradecem, não é mesmo?

Alpargatas masculinas, uma excelente alternativa
É cada vez mais comum nos depararmos com homens calçando alpargatas pelas ruas das cidades brasileiras. Afinal, elas não são restritas a gêneros específicos. Por outro lado, sabemos que essas peças ainda encontram alguma resistência por uma parte considerável do público masculino.

Olha, essa ideia de achar que alpargata é “coisa de mulher” já está ultrapassada. É de mulher sim, mas é também de quem mais quiser usá-las. Não existe restrição de gênero! No caso dos homens, as alpargatas masculinas são bastante versáteis e podem substituir chinelos, sandálias e até mesmo tênis fechados. Elas vão muito bem com bermudas e camisetas, e também representam uma ótima escolha para quem não abre mão de um look mais elegante mesmo nos dias quentes. A nossa dica é apostar em um visual composto por calça de sarja, camisa e uma bela alpargata. Como a beleza também se encontra nos detalhes, optar por calças com barras mais curtas e justinhas (as famosas “pula-brejo”) ou então dobradas confere à composição ainda mais requinte.

Alpargatas Cervera: porque alpargata não é tudo igual
A gente sabe que existem muitas marcas e versões de alpargatas disponíveis por aí. Como não poderia deixar de ser, com o sucesso do modelo, muitas empresas passaram a criar e adaptar o calçado para abocanhar uma fatia deste mercado que não para de crescer.

onde encontrar alpargatas bonitas e eficientes

Assim sendo, podemos dizer que as alpargatas chegaram ao Brasil entre o  final do século XIX e o início do século XX, junto com os imigrantes espanhóis. Mas levaria mais algumas décadas para que a verdadeira, a legítima alpargata espanhola chegasse ao nosso país.

Tal fato ocorreu durante a década de 1980, quando a Cervera trouxe o modelo e o modo de produção artesanal realizado no país ibérico, mais especificamente no povoado de Cervera del Rio Alhama, detentor da mais tradicional alpargata de todo a Espanha. O nome da marca, inclusive, é uma forma de homenagear e valorizar a origem do calçado.

28 janeiro 2020



O carnaval em Minas Gerais é uma ótima pedida para quem quer fugir dos destinos mais procurados como Rio de Janeiro, Salvador e Olinda. Tanto a capital Belo Horizonte, como outras cidades mineiras têm várias atrações, passeios super legais e muita história.
Dicas de onde passar o Carnaval 2020


Foliões de todas as partes do Brasil animam os blocos de rua, que são o grande destaque do carnaval em MG. A energia das pessoas cantando e dançando é contagiante. Se você está pensando em curtir a festa do Rei Momo por lá, leia este post e confira os destinos mais animados para aproveitar o feriadão.

As cidades mais legais para pular carnaval em Minas Gerais

1. Diamantina

Nessa cidade histórica mineira charmosa, aconchegante e linda, as atrações carnavalescas combinam centenas de blocos de rua e shows em palcos, que normalmente são montados na Praça do Mercado e no Largo Dom João. Se você procura um carnaval democrático e popular, Diamantina pode ser uma ótima pedida.

Isso porque a ideia por lá é deixar de lado os abadás e trios elétricos. A estrela da festa é a folia de rua, para que todos possam se divertir no circuito de blocos. Tem para todos os gostos: caricatos tradicionais, infantis, universitários, entre outros. O Bartucada, fundado em Diamantina, está prestes a completar meio século de história e é o queridinho dos locais e dos turistas.

2. Ouro Preto
Carnaval 2020 em Minas Gerais

A cidade costuma unir cenários históricos com a folia do carnaval. Além do carnaval universitário, organizado pelas repúblicas de Ouro Preto, com festas e blocos, a cidade oferece também o carnaval de rua, organizado pela prefeitura, com eventos e atrações espalhadas pela cidade. Um dos blocos mais procurados pelos universitários é o Bloco do Caixão, que foi criado em 1966.

Na ocasião, o enterro de brincadeira era da República Necrotério, que ainda existe, mas mudou de endereço. O bloco tradicional dos locais é o bloco do Zé Pereira e o Clube dos Lacaios, que já tem mais de 150 anos de história ao som dos seus clarins nas ladeiras de Ouro Preto.

A cidade costuma unir cenários históricos com a folia do carnaval. Além do carnaval universitário, organizado pelas repúblicas de Ouro Preto, com festas e blocos, a cidade oferece também o carnaval de rua, organizado pela prefeitura, com eventos e atrações espalhadas pela cidade. Um dos blocos mais procurados pelos universitários é o Bloco do Caixão, que foi criado em 1966.


Na ocasião, o enterro de brincadeira era da República Necrotério, que ainda existe, mas mudou de endereço. O bloco tradicional dos locais é o bloco do Zé Pereira e o Clube dos Lacaios, que já tem mais de 150 anos de história ao som dos seus clarins nas ladeiras de Ouro Preto.

3. Muzambinho

Que tal aproveitar para curtir a festa em um dos vários blocos que rolam em Muzambinho? Esse é um dos carnavais mais famosos de Minas Gerais. O destaque do carnaval em Muzambinho fica por conta do Bloco Vermes & Cia, que comanda a folia há mais de 20 anos, com um verdadeiro festival de música.

A estrutura montada fica no Parque Folia, um espaço de eventos enorme da cidade com 40 mil m2 de área. Por lá, você encontra muita comodidade para pular o carnaval de Minas Gerais com todo conforto. Tem praça de alimentação, estacionamento, áreas de descanso e muito mais.

4. Santa Rita do Sapucaí
santa rita do sapucaí carnaval 2020

Quem estiver em Santa Rita do Sapucaí, não pode deixar de participar do Bloco do Urso. Nascido da reunião de um grupo de amigos em 1998, o bloco ganhou cada vez mais adeptos e hoje conta com uma sede própria, com área de 72 mil m², além de sempre oferecer programações com grandes nomes da música nacional.

A infraestrutura é dividida entre Camarote e Área Vip, incluindo praça de alimentação, serviço de bar, banheiros, equipes de segurança e atendimento médico. Ou seja, a festa está preparada para lidar com qualquer imprevisto. Com o espaço enorme do local, dá para ver o show de qualquer lugar. Tudo isso para os foliões aproveitarem ao máximo o carnaval em MG.

5. Pompéu

A cidade mineira de Pompéu é outra que pára durante os dias de Carnaval. O Carnaval de Pompéu tem shows, trio elétrico e camarote open bar, além de muita gente bonita e animada. Dá para ouvir desde as marchinhas mais tradicionais e sambas antigos, até ritmos atuais, como o sertanejo universitário.

O Bloco da Luz Sã Cana começou a agitar o carnaval de Pompéu em 2017, com uma nobre causa: o dinheiro da venda dos abadás é revertido para a manutenção da Corporação Musical Lira Pompeana. O bloco conta com mais de 30 músicos, que se dividem entre os instrumentos de sopro e a bateria percussiva, bem parecida com a bateria de uma escola de samba.

6. Belo Horizonte
Carnaval em MG Belo Horizonte 2020


Por último, mas não menos importante, a capital! Belo Horizonte, ou BH, sempre teve a tradição da festa de carnaval, mas a importância do evento vem crescendo nos últimos anos e hoje o Carnaval em BH é uma das maiores festanças do Brasil, reunindo mais de 4 milhões de pessoas entre centenas de blocos de rua.

E não é apenas nos dias de carnaval que a cidade fica agitada. Os bloquinhos realizam ensaios e eventos pré-carnavalescos desde o ano anterior, e atraem um número cada vez maior de foliões, como o “Mamá na Vaca” e a “Banda Mole”. As atrações mais esperadas durante os dias de carnaval em BH são o “Baianas Ozadas”, “Bloco da Calixto”, “Chama o Síndico”, “Corte Devassa” e o “Garotas Solteiras”.

Pensando em curtir o carnaval em uma dessas cidades? Reserve um dos hotéis em Minas Gerais e boa festa!


27 janeiro 2020


A decoração da cozinha costuma ser um dos pontos centrais na hora de tornar esse ambiente mais bonito, funcional e com a cara dos seus proprietários.

Mais do que um planejamento prévio do novo local, pensar em como cada móvel irá dialogar com a cozinha é de suma importância para que você aproveite cada canto do ambiente para preparar suas refeições com conforto e praticidade.
          dicas de como escolher seu balcão de cozinha
Nesse cenário de mudanças profundas, o balcão de cozinha acaba se sobressaindo como um móvel central na hora de cozinhar, lavar a louça e guardar utensílios domésticos. Com tantas funcionalidades, o balcão para pia de cozinha acaba chamando a atenção pela sua variedade de formatos e cores.

Mas aí surge a pergunta: como escolher um balcão para cozinha de forma que ele combine com a proposta da sua decoração e ainda consiga ser funcional para o dia a dia?

Para responder essa pergunta, nós resolvemos elaborar esse artigo com todas as informações que você precisa para comprar o móvel sem erro. Acompanhe!

Material

Mesmo que a madeira seja um dos materiais mais usados, é comum que surjam algumas dúvidas sobre o melhor tipo de madeira para o balcão para pia de cozinha.

Atualmente, os mais comuns são o MDF (Medium Density Fiberboard ou Fibra de Média Densidade) e MDP (Medium Density Particleboard ou Painel de Partículas de Média Densidade) sendo que cada um tem uma funcionalidade diferente. 

O MDF é feito a partir da aglutinação de fibras de madeira e conta com a vantagem de ser resistente à água, o que é interessante considerando o uso do balcão de cozinha para a lavagem de alimentos e limpeza da louça suja.

Já no MDP as camadas mais grossas ficam localizadas no meio e as mais finas em ambas as extremidades. Isso gera mais resistência e durabilidade para o seu balcão de pia para cozinha, que tem menos chances de empenar ou deformar. 

Como forma de aproveitar as características das duas madeiras, alguns fabricantes mesclam as duas variações tanto na parte superior do balcão quanto na região das portas e gavetas para tornar o móvel ainda mais funcional e personalizado.

Cor

Se por um lado a qualidade da madeira influencia na escolha do balcão da cozinha, a cor também desempenha um papel fundamental na decoração do ambiente e também no bem estar das pessoas que ali estão, sejam cozinhando ou comendo.

Um cozinha com proposta mais clean consegue se adaptar muito bem com um balcão de cozinha branco, preto ou bege. Agora se a sua intenção for planejar um espaço mais colorido e alegre, um móvel com detalhes em amarelo, laranja e vermelho é a melhor escolha, pois além de estimular o apetite, dá vida nova ao ambiente.

Mais uma vez tudo vai depender da sua criatividade para montar uma cozinha que facilite o preparo das suas receitas e seja um local gostoso para estar na companhia de pessoas queridas durante o café da manhã, um almoço ou jantar.

Acabamento

Outro detalhe importante diz respeito ao acabamento do balcão para pia de cozinha. É comum que muitos prefiram optar por um algo mais moderno que dialogue com a proposta da decoração, enquanto outros são mais adeptos à mistura de cores que conseguem proporcionar harmonia e equilíbrio para o ambiente.

Dependendo da intensidade de uso da cozinha, um acabamento ou revestimento acaba sendo mais eficaz.

Pegue, por exemplo, o melamínico de AOP, uma espécie de acabamento no qual várias folhas de papel kraft são sobrepostas com uma resina especial que protege o móvel contra umidade. Por lembrar bastante a textura da madeira, ele proporciona uma maior sensação de aconchego no ambiente.


Quantidade de gavetas e nichos

Dependendo da quantidade de utensílios de cozinha que você possui, logo é importante prestar atenção na quantidade de gavetas e nichos do balcão para pia de cozinha.

 Uma família de quatro pessoas, por exemplo, vai exigir um móvel grande com várias divisórias, de preferência armário triplo acompanhado por um conjunto de 4 gavetas.

Agora se for um casal sem filhos que está se mudando e deseja gastar pouco, um balcão para cozinha com duas gavetas e duas portas é mais do que suficiente.

Escolher o balcão de cozinha é uma tarefa que exige atenção em todos os detalhes. Agora que você já sabe o que é preciso fazer para comprar o móvel que mais atende às suas necessidades, continue navegando pelo nosso blog para ficar por dentro de todas as novidades e tendências do universo da decoração.

19 dezembro 2019


O título já diz muito: o chapéu Panamá não nasceu no país de mesmo nome. Você sabia disso? Pois bem, hoje vamos falar um pouco sobre este charmoso modelo de chapéu e sobre como ele foi criado, ganhou o nome pelo qual ficou conhecido e se popularizou no mundo todo. Acompanhe a gente nessa jornada pela história da chapelaria.

chapéu panamá praia


Um chapéu latino-americano...

Ainda que não tenha nascido no Panamá, o crédito da invenção ainda deve ser atribuído aos latino-americanos, mais especificamente, para os colombianos. Nossos vizinhos, famosos pelo café, pela literatura e pelas praias deslumbrantes, foram os verdadeiros criadores do chapéu Panamá.

Naturalmente, o chapéu de palha não recebia esse nome por lá. Chamado de El Fino, existem registros de seu uso ainda no século XIX. Mas sua história pode ser ainda mais antiga, visto que ele foi inspirado em versões de chapéus que remontam ao período pré-colombiano, quando os povos originários utilizavam a mesma palha para fazer chapéus tradicionais.

Ele passou a ser chamado de chapéu Panamá em 1906, quando o presidente norte-americano Theodore Roosevelt visitou o país para inspecionar as obras do Canal de Panamá. A partir desse evento, o chapéu se popularizou pelo mundo todo (não é de hoje que os americanos criam tendências mundiais) e conquistou corações e cabeças em todos os lugares. No Brasil, ele se popularizou entre os sambistas e os dançarinos de gafieira, sendo associado à boemia e à malandragem.

...que nunca sai de moda

Apesar de ser antigo, o Panamá segue firme e forte na moda, sempre acompanhando novas tendências. Se você quer aderir ao visual, saiba que existem pequenas diferenças entre versões do acessório para cabeça.

As variações mais famosas são o chapéu de aba larga, que proporciona um look mais vintage e granfino. Além disso é a melhor opção para os dias mais ensolarados, especialmente à beira da praia, pois protege melhor dos raios solares.

O chapéu de aba curta também oferece estilo e elegância, mas de uma forma mais discreta. Por isso, pode ser usado no dia a dia para ocasiões festivas ou mais corriqueiras.



Me siga @caahwolf