"Nunca diga seu nome" (Bye Bye Man) é uma aposta de suspense e terror - Vestindo Ideias

"Nunca diga seu nome" (Bye Bye Man) é uma aposta de suspense e terror

16:00

Se existe algo no qual eu sou viciada total é assistir um filme que seja de terror com suspense e sem nada de gente incorporando espíritos nem nada. É exatamente o caso de Nunca diga seu nome, que foi dirigido por Styce Title.

O filme já começa com emoções, mostra-se um homem perturbado que mata algumas pessoas ao perguntar se ela contou o nome "dele" para alguém. Após essa cena impactante somos apresentados ao mundo atual. Três amigos, um casal de namorado e um cara, decidem morar juntos enquanto fazem faculdade e compram uma casa.

Os personagens são: Elliot, Sasha e John. Eles fazem uma festa para inaugurar a casa e uma amiga, Kim, diz que a casa tem uma presença negativa e Elliot tem certeza que ela está mentindo. Acontece que minutos antes Elliot foi ao seu quarto e encontrou um anel que sua sobrinha havia achado, ele tentou o colocar na gaveta, porém o anel ia para o chão. Ao analisar a gaveta ele encontra a frase "Não fale, não pense" e embaixo o nome "Bye Bye Man". 

Durante a sessão para ver o que há de errado, Kim vê que há uma presença negativa e após um teste pra ver se ela é realmente sensitiva,  Elliot começa a acreditar e por isso diz o nome que estava em sua gaveta em voz alta. É então que todos começar a ficar perturbados com a história.

Apesar das cenas fracas de sustos, o filme é interessante pelo suspense que causa. O modo como o Bye Bye Man age também é interessante, já que ele não move nenhum dedo para que elas causem a si mesmas o desastre. Ele age através de suas mentes e as faz ver coisas onde não tem, chega até a deixar Sasha doente.

Vi muitas resenhas negativas, não acredito que o filme tenha sido de todo ruim. O final é interessante porque gosto de quando as coisas ficam abertas, mas senti que faltou algo. Uma das coisas que senti foi que não houve nenhuma explicação sobre quem é o Bye Bye Man e seu cão que termina com suas vítimas. 

Por isso pesquisei à parte e me deparei com essa explicação, onde se conta que o filme foi inspirado em uma história The President’s Vampire: Strange-but-True Tales of the United States of America. Coincidentemente, com o lançamento do filme, o livro passou a se chamar The Bye Bye Man: And Other Strange-but-True Tales. A história entre eles em si é bem diferente, mas ao mesmo tempo faz todo o sentido.

A caracterização dessa fera deixou a desejar, preferia que fosse um capuz preto como na visão de Emma da Once a Upon Time (quem assiste vai me entender), mas com um investimento de apenas 7 milhões é de se entender que o filme não ia conter algo grandioso. (apesar de já ter visto filmes com menor orçamento e melhores).

Não é um filme ruim, muito pelo contrário o enredo tinha muito à acrescentar, se houvesse na 1h4o do filme explicações mais intensas eu indicaria para todos.

Alguém daqui já assistiu à esse filme?

You Might Also Like

10 comentários

  1. Olá, Carla.
    Eu prefiro ler do que assistir coisas de terror. Mas quando é mais puxado para o suspense e não tem coisas de demônios eu gosto. Eu não conhecia esse filme ainda e achei interessante. Só fiquei com um pé atras por você ter citado isso de ficar em aberto. Gosto de tudo explicadinho hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que é legal pensar além do filme HAHAH Não ligo muito :3

      Excluir
  2. Oi Carla, eu vi o trailer e achei bem apavorante. Hahaha! Não tenho muito costume de assistir filmes de terror, mas até fiquei curiosa para saber mais sobre o Bye Bye Man. Pena que não rola uma explicação completa no filme. :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Achei ele mais de boa HAHAH Sim, mas eu pesquisei e aí entendi HAHAH

      Excluir
  3. Que bom que você foi bem sincera na resenha. Gostei do seu ponto de vista.

    Até mais,
    Emerson Garcia

    O Jovem Jornalista está de volta! Confira o novo post.

    #jj #jovemjornalista #05deagosto #estreia #JJ2017B

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
  4. Oi Carla! Eu sou bem medrosa em relação a filmes de terror, mas acho que é bom dar susto, afinal é terro né? Que pena que não foi tão bom assim, parec eser um filme bem mediano.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Gosto de um filme de terror que me prenda e me faça pensar mil e um motivos. Mas gosto na maioria das vezes que tenha um final bem encaixado e explicado. São poucos os filmes com brechas que ficam bons, mas gostei da dica. Beijos
    Charme-se

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é encaixado, não é não explicado, mas só não tem um final, só vendo pra entender rs

      Excluir

-Nada de ofensas.
-Criticas e sugestões são sempre bem vindas.
-Deixe o endereço de seu blog para que eu possa retribuir.

Acompanhe no Instagram!