Sustentabilidade e engajamento social na moda - Vestindo Ideias Sustentabilidade e engajamento social na moda - Vestindo Ideias

14 julho 2018

Sustentabilidade e engajamento social na moda

Consumidor está exigente quando o assunto é o meio ambiente e sociedade;
Marcas reutilizam materiais recicláveis e estimulam o consumo consciente
 para fazer suas peças

A sustentabilidade na moda, também conhecido como movimento slow fashion, post aqui, tem crescido e conquistado espaço, principalmente devido ao trabalho de galerias, ateliês, cooperativas e oficinas provando que os consumidores estão cada vez mais exigentes em busca do consumo consciente em prol do meio ambiente e desenvolvimento da sociedade, inclusive tem um post por aqui onde explico os conceitos corretamente. De acordo com um estudo realizado em 2017 pela Unilever, cerca de 85% dos consumidores brasileiros preferem marcas engajadas e impactantes e este mercado chega a movimentar R$ 362 milhões por ano.

Eidi Quintão, proprietária e curadora da Cada Qual Galeria, espaço que reúne diversas marcas de roupas, acessórios e itens de decoração, explica que para se encaixar neste nicho existem diversas iniciativas que contribuem na melhora do impacto no equilíbrio do planeta e na relação do meio ambiente com o ser humano. "As marcas que trabalhamos possuem preocupações diferentes, como diminuição de impactos ambientais, responsabilidade social, reconhecimento da mão de obra humana, reciclagem e reutilização de retalhos de tecidos. Não necessariamente o produto precisa ser 100% ecológico para contribuir com o planeta", explica.

Além de se preocupar com ações que melhoram de alguma forma o meio ambiente é preciso que o consumidor busque cada vez mais essa necessidade de mudança. "O trabalho de sustentabilidade começa dentro da nossa casa e de nós mesmos. Se trabalharmos no universo individual iremos conseguir atingir o coletivo", completa Eidi.

Abaixo estão as principais iniciativas realizadas pelas marcas que compõe a Cada Qual Galeria:


A marca aposta em artesanato, trabalho artístico que por si só já impacta menos no ambiente do que um produto manufaturado. A fabricação das bonecas é feitas com papel machê, isopor (que seria descartado), jornal ou material reciclável em geral. Apesar da palavra lixo ser vista muitas vezes de maneira pejorativa, é importante mostrar que tudo pode ser reutilizado, criando peças que a principio nem imaginaríamos.





A Fala investe em peças com modelagens atemporais que respeita a diversidade de corpos, estilos e gêneros. As roupas são produzidas em três oficinas, duas delas em São Paulo e uma em Belo Horizonte. O processo de produção, do desenvolvimento até a confecção é acompanhado de perto com o objetivo de manter ativa a consciência relacionada aos locais e condições de trabalho dos profissionais que prestam serviços à marca.









Entre os principais materiais utilizados na confecção de peças, como colares, pulseiras e brincos, a marca utiliza madeira com madrepérola e abalone. A matéria-prima vem de sobras de construção de móveis das serralherias e das conchas do mar, que somente é utilizada depois de consumido o pescado.












A marca é especialista em terrários, um meio de cultivar plantas em um ambiente autossustentável, onde água, ar e nutrientes são reciclados em seu espaço limitado.















A Intimate possui @seloeureciclo, que certifica que a empresa é sustentável e engajada na reciclagem pós-consumo e cumpre com a Política Nacional de Resíudos Sólidos. A marca remunera cooperativas, que retiram do meio ambiente as embalagens de papel que são produzidas (cartelas, cartões de visita, sacolinhas e tags).









Um dos princípios mais fortes da marca é encaminhar as sobras de tecidos e retalhos, que vão para ONGs que proporcionam trabalho para moradores de rua na confecção de outras roupas e cobertores.
















Os restos de tecidos de cortes se transformam em golas, boinas e cachecóis que são levadas a instituições de caridade e de crianças com câncer ou são revendidas, dando nova vida a elas.







CADA QUAL GALERIA
Localizada na Avenida Paulista, um dos símbolos paulistanos, a Cada Qual Galeria reúne 20 marcas dos mais variados segmentos, entre roupas, acessórios e itens de decoração. Com curadoria rigorosa, a equipe aposta e investe na fidelização dos expositores, com marcas que têm em sua essência autenticidade, estilo e qualidade.
A Cada Qual Galeria funcionará diariamente, das 12h às 20h.

2 comentários:

-Nada de ofensas.
-Criticas e sugestões são sempre bem vindas.
-Deixe o endereço de seu blog para que eu possa retribuir.

Me siga @caahwolf