KATHARSIS: Especial Harry Potter

15:00

Olá, pessoas! Mês que vem faz um ano que eu escrevo para o Vestindo Ideias (o tempo voa, não? Parece que foi ontem que publiquei meu primeiro texto!). Para comemorar antecipadamente, eu preparei esse especial, com um assunto que eu adoro: Harry Potter. Quem acompanha minha coluna sabe que eu sou muito fã da saga criada por J.K. Rowling, e hoje eu queria compartilhar com vocês uma experiência que tive. Ano passado saiu a tão esperada oitava história, Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, e também um novo longa do universo da saga, Animais Fantásticos e Onde Habitam. Inspirada pela leitura do novo livro e pelo filme, decidi reler os sete livros anteriores, um atrás do outro, numa maratona literária. Foi muito interessante pode ter contato com aquele universo que fez parte da minha adolescência, sendo agora uma jovem adulta. Quero dividir algumas impressões.

A Oitava História


Harry Potter e a Criança Amaldiçoada é o roteiro de uma peça de teatro que estreou em Londres no ano passado, que foi traduzido e publicado aqui no Brasil em outubro. Por ser a continuação da história do Menino-Que-Sobreviveu, os fãs ficaram empolgadíssimos e isso criou uma expectativa muito grande para o lançamento do livro. A peça começa exatamente no mesmo ponto em que o último livro termina e conta a história das aventuras dos filhos de Harry, Ron, Hermione e Draco em seus anos em Hogwarts. O livro gerou muita polêmica e dividiu opiniões entre os fãs, uns amaram, outros odiaram. Vou dar minhas opiniões procurando ser o mais justa e sincera possível.

Por ser um roteiro de teatro, a leitura é bem rápida e fluida, o que é um ponto positivo. Alguns personagens são excelentes (Escórpio Malfoy, eu escolhi te amar), outros não cativam tanto, mas isso acontece em quase todas as obras. A composição de alguns personagens que já existiam não ficou muito legal, eu não consegui identificar a personalidade do Ron dos livros com a do personagem da peça, por exemplo, parece outra pessoa. Mas a maior controvérsia está no roteiro. A história tem alguns momentos muito bons e empolgantes, mas eu consegui identificar vários furos, um deles é tão grande que nem meu amor pela saga consegue perdoar. Não sei como J.K. Rowling, que sempre foi cuidadosa em deixar suas histórias bem amarradinhas pôde permitir que seu nome fosse vinculado a um roteiro com uma falha tão enorme. Eu prefiro pensar que a saga acabou com o fim do último livro, publicado em 2007. Apesar de todos os problemas, a leitura valeu a pena, me proporcionou momentos de nostalgia gostosa e uma vontade de reler tudo (o que acabei fazendo). Com certeza lerei de novo a peça, e imagino como deve ser legal a montagem dela no teatro, com os efeitos especiais. Se a peça vier para o Brasil um dia e alguém quiser me levar para assistir, fica a dica. ;)

“After all this time? Always”, ou o que aprendi relendo Harry Potter


Depois de ter compartilhado minhas impressões sobre o oitavo livro da saga, quero falar um pouco sobre minha experiência relendo os sete livros. Levei menos de três meses para ler tudo outra vez e cada página me trouxe uma sensação diferente. Meu primeiro contato com a série foi no cinema, e logo depois comecei a ler os livros. Entre meus 11 e 14 anos li todos os títulos, e reli meus favoritos nos anos que se seguiram. Essa foi, porém, a primeira vez que os li em ordem, também a primeira vez que peguei um livro da minha adolescência depois do fim dessa fase. Confesso que fiquei com medo de achar uma porcaria, agora que sou quase uma profissional de Letras formada minha leitura se tornou mais crítica e eu temi “destruir” a memória de algo que eu tanto amava. Mas devo dizer que nada foi destruído. Pelo contrário, meu vínculo com a saga só aumentou.


Foi Harry Potter que me ajudou a pegar gosto pela leitura, graças a Rowling tenho amor pelos livros desde muito nova. Revisitar essa leitura me fez enxergar o quanto evoluí como leitora, como profissional e também como ser humano. Eu cresci, minha visão de mundo mudou e se ampliou com o tempo, minha bagagem também aumentou, e isso fez toda a diferença na hora da leitura. Antes eu me identificava muito com a Hermione, hoje me sinto mais como a Prof.ª Minerva (mas ainda amo a Mione). Eu me diverti muito mais com as referências agora, entendi coisas que não tinha maturidade para entender da primeira vez, pude identificar as características do texto com mais clareza e enxerguei além do que estava escrito. Revisitar Harry Potter com a cabeça que tenho hoje me fez muito bem, foi como rever velhos amigos com quem não falava há muito tempo. Essa é uma experiência a ser repetida muitas vezes na vida, ela nos ajuda a nos conhecer melhor, ver como somos capazes de mudar e evoluir. E você, já reencontrou um livro da sua infância? Conte como foi nos comentários!

You Might Also Like

14 comentários

  1. HP foi a minha adolescência e foi ele que também me ajudou a pegar gosto pela leitura!
    http://marymicucci.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mariana
      Eu tenho certeza de que a leitura te fez muito feliz nessa fase, assim como foi comigo!
      Beijos

      Excluir
  2. Sabe o que eu acho? Que nas escolas deveriam incentivar a leitura com livros assim, que despertem o interesse do adolescente! Harry Potter é uma ótima dica!

    Beijão, mariasabetudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sté
      Eu concordo. E o incentivo pode vir de casa também, o importante é criar o interesse na leitura.
      Beijos

      Excluir
  3. O que mais gostei no post foi voce falando de como foi reler HP. Nunca li, e só vi alguns filmes, mas achei interessante em como a gente muda mas certas coisas continuam no coração, sabe? Sei la, acho que to meio emocional.
    Li coisas não muito boas sobre o novo livro e entendo, não é fácil essas coisas.
    4am.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cá
      Pois é, para mim foi um termômetro do quanto amadureci e um reencontro com a origem do meu amor pelos livros, foi fantástico!
      Beijos

      Excluir
  4. Olá, muito legal o post mas eu confesso que eu não assisto e nem leio nada sobre Harry Potter, eu não sou fã. Ah, parabéns por esse quase um ano. Bjs

    www.mayaravieira.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mayara
      Que bom que você gostou, muito obrigada!
      Beijos

      Excluir
  5. MORRI de amores por esse post, eu também sou fã da saga, então você pode imaginar né? Ainda não li esse último, estava com medinho porque li muitas críticas negativas sobre ele, mas ainda quero matar a curiosidade.. Poxa, o Ron é muito diferente? É um dos meus preferidos.. Fiquei curiosa sobre essa falha também, preciso ler hahaha, as vezes eu também releio os meus livros (também tenho todos) marcaram minha infância e adolescência *---* foi o Harry que me fez pegar gosto por leitura também, incrível né? Me identifiquei muito contigo hahaha beijokas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Natz
      Seu comentário me deu até um calorzinho no coração <3
      É bom a gente encontrar pessoas que gostam das mesmas coisas que a gente. Fico feliz que você tenha curtido o texto.
      Talvez eu não tenha sabido lidar com o amadurecimento do Ron na Criança Amaldiçoada (ele tem quase 40 anos na peça), acho que é normal as pessoas mudarem bastante, hahahaha. Espero que não tenha te desencorajado a ler, vale a pena!
      Beijos

      Excluir
  6. Harry Potter foi a série que deu um BOOM no meu amor por livros. Também já reli os livros depois de adulta e nada foi quebrado na minha mente, realmente, a série é magia pura! A Criança Amaldiçoada realmente divide opiniões, né? Conheço gente que amou e conheço gente que odiou. Eu acho que fiquei no meio termo aí entre as duas afirmações, porque apesar de reconhecer que o livro tem lá suas grandes falhas, pra mim foi sensacional voltar pra esse universo de magia que é Harry Potter xD

    Um beijo!
    Heeey, Maria! | Fanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ray
      Eu fiquei mais ou menos como você em relação a Criança Amaldiçoada. Não foi o que eu esperava, mas também não odiei o livro. Acho que o grande problema foram as expectativas de todos serem muito altas por ser um livro tão famoso, e a história acabou não sendo tão boa assim. Mas valeu a pena ler. HP fez parte de minha infância e vai continuar fazendo parte da minha vida!
      Beijos

      Excluir
  7. Olá, tudo bem?
    Também amo Harry Potter, sou uma potterhead, acresci com essa saga.
    Tenho essa coleção de livros de capa branca, estou doida para a 8ª história e quero as histórias ilustradas também :)
    Só esqueceu de falar das histórias a parti também como os contos dos Beedle, o Bardo, o do quadribol e o dos animais fantásticos.
    Adorei o post especial
    Beijos
    http://amandastale.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Amanda
      Eu também tenho a coleção branca, ela é tão linda! <3
      Qual potterhead não quer as ilustradas?
      Obrigada pelas ideias, que bom que você curtiu o meu texto1
      Beijos

      Excluir

-Nada de ofensas.
-Criticas e sugestões são sempre bem vindas.
-Deixe o endereço de seu blog para que eu possa retribuir.

Acompanhe no Instagram!