[Desabafo Pessoal] Buscando um novo rumo - Vestindo Ideias [Desabafo Pessoal] Buscando um novo rumo - Vestindo Ideias

20 setembro 2018

[Desabafo Pessoal] Buscando um novo rumo


Existe um episódio em  Grey’s Anatomy onde a moça tem que olhar no espelho e falar “Eu sou uma viúva” para se aceitar e eu estou tendo que falar “eu estou solteira” para entender o que aconteceu comigo. Esse foi de longe o meu relacionamento mais maduro, o mais estável e o mais saudável, aquele que parecia um conto de fadas de quando você encontra seu amor aos 16. E era exatamente assim que eu em sentia: Em um conto da Disney, onde me caso com meu primeiro namorado sério.

Nós passamos por muita coisa junto, desde o meu afastamento do meu irmão, minha formatura no ensino médio, faculdade e até minhas crises de ansiedade. E eu também estava ali por ele, em suas formações, incentivando à estudar e até levando a gata ao veterinário junto, aquela mesma que eu chamava de “nossa” quando na verdade eu só via aos finais de semana.

Um relacionamento é como uma montanha russa, às vezes anda reto, vira de ponta cabeça, dá frio na barriga, medo... Mas no final é bom, e é isso que levo desse relacionamento por mais dolorido que esse final possa ser. Quando um relacionamento chega ao fim, sempre perguntam quem é o culpado mas a verdade é que na nossa relação não foi assim. Não houveram traições, não houveram brigas e na minha mente de criança Disney não havia sinais que estava próximo ao término.

Uma semana antes uma conversa franca sobre o futuro, sobre a necessidade de se pensar no casamento, casa própria e depois uma crise de sentimentos, medo e angústias que não puderam ser superados. Não é fácil ouvir que uma relação que parecia tão de boa estivesse desgastada e não é fácil contar no calendário que nossa última relação sexual tivesse sido quando tudo já estava estremecido. Mas acabou e é necessário superar.

E agora pra mim parece ser o momento mais difícil e também o mais doloroso: me reinserir na sociedade de forma a estar solteira e também ver que o mundo ao meu redor havia evoluído junto comigo e que agora eu não me encaixo em mais nenhum grupo. Nenhuma das minhas amigas estão vivendo esse momento comigo, afinal tenho as que já são mães, as que estão pra se casar e também as que namoram. Quando se namora por muito tempo o ciclo social de ambos se misturam, você não sabe mais de quem aquele fulano ou aquela cicrana era amiga na origem e quando se termina essas definições voltam a fazer parte.

Eu me sinto perdida, eu não sei por onde ir ou quem procurar pra tomar uma breja no final do expediente. Não culpo ninguém, eu sei que involuntariamente quando namoramos nossos amigos não viram tão primeiro plano assim e não culpo ninguém, mas eu estou perdida.

Eu me sinto sozinha, me pergunto se ir em um  rodízio sozinha e colocar uma série na Netflix enquanto como parece tão esquisito para alguém. Me disseram que devo me amar em primeiro lugar, mas eu já me amo. Não me culpo pelo fim do relacionamento, acredito que seja erro dos dois que levaram ao extremo de não estarmos mais juntos e sei que posso encontrar alguém que me ame por aí, não me sinto diminuída mas sim perdida.

É difícil se sentir sozinha mesmo com todo e qualquer tipo de carinho que suas amigas possam dar não será o suficiente. Minhas noites de sábado não serão mais recheadas com netflix ou “Fábrica de casamento” e uns agarramentos no sofá. Eu não terei mais uma companhia que aceite os roles mais doidos sem questionar, as mensagens de bom dia, bom almoço e boa noite. E confesso, essa parte tem sido muito difícil porque quando temos um costume por quase 7 anos, mudar assim dói e te deixa sem rumo.

Eu estou sem rumo, remando em busca de algo que não sei o que é nem pra onde é. Eu sei que não é culpa de ninguém eu me sentir tão sozinha e também sei que as pessoas estão se esforçando ao máximo para me deixarem feliz – um abraço e um beijo especial aos meus pais por isso.

A verdade é que tudo foi belo e não tenho do que reclamar do meu ex namorado (é muito estranho pensar e escrever essa palavra) e se um dia ele chegar a ler esse texto, saiba que eu sei que você foi o melhor de si pra mim e eu o melhor de mim pra você e que mesmo eu discordando de muita coisa, sei que foi o melhor e que no meu coração eu só estou levando os momentos bons e sei que essa separação foi dolorida para ambas as partes.

Meu único desejo é voltar a me sentir incluída em grupos de amigos e que eu refaça algum círculo de amizade.
Uma foto em meio às flores para meu renascimento pessoal


5 comentários:

  1. Amiga, eu queria deixar um grande beijinho de força. Já estive na sua posição e sei o quanto este processo é um pouco demorado e magoa às vezes. Exactamente como você disse, é muito tempo com uma pessoa, a viver em par com outra pessoa e vai ser necessário ter novos hábitos sem dúvida, mas você é tão linda amiga, que vai conseguir tudo!

    THE PINK ELEPHANT SHOE

    ResponderExcluir
  2. Aiii amiga vem cá me dá um abraço, eu li alguns comentários seus no meu blog sobre meus post de relacionamento e sempre falava bem do seu, mas uma hora o fim é inevitável né . Me encontrei em suas palavras terminei um relacionamento de 12 anos (antes do meu marido) e foi exatamente como você disse! Uma nova fase vai começar, mude realmente os hábitos e aproveite o novo começo! Precisar conversar eu tó aqui pode me chamar! Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Carla, eu já passei por isso e sei o quão doloroso é. Mas tudo no seu devido tempo.
    Sei que no começo é muito difícil, mas aos poucos, a sua rotina vai voltando "ao normal" e essa dor que hoje te assombra, amanhã virará somente boas lembranças.
    E mesmo que suas amigas estejam em um relacionamento, faça um programa "só de mulher", para que consiga se distrair com elas. ^^

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  4. Oi, Carla. O que dizer num momento em que só você sabe exatamente o que está sentindo. E desejo que tudo fique bem logo. Mas se eu posso dar uma opinião, diria para procurar os amigos antigos e pode aproveitar as redes sociais. Diria para procurar por novos amigos e quem sabe um curso, um workshop, algo assim. Pode ser até bom para se renovar, investir em você, cuidar de você. Essas mudanças na vida não são fáceis, mas isso vai passar, viu! beijos

    https://ludantasmusica.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Eu queria te dizer a frase que talvez até possa parecer clichê, mas eu te entendo. Vou fazer um ano mês que vem de término e ainda sinto falta de nós dois, ele já seguiu a vida, e eu ainda tô aqui, não vou dizer que estou o esperando, porque não estou, aconteceu para ele, mas para mim ainda não. E olha, também foi meu primeiro namorado. E assim não vai ser fácil, todo mundo vai dizer realmente para você se amar, e por mais que nos amemos, não vai passar de um dia para o outro. Eu espero que você não se obrigue a não pensar. Pense sim, chore sim, vai doer sim, e se seu ciclo de amigas lerem seu texto, espero que leiam a minha resposta para você: "APOIEM SUA AMIGA!", é uma fase horrível, e apoio é muito importante.


    www.coisasdepriscila.com
    Instagram l Beijo.

    ResponderExcluir

-Nada de ofensas.
-Criticas e sugestões são sempre bem vindas.
-Deixe o endereço de seu blog para que eu possa retribuir.

Me siga @caahwolf