DHEA: comprar esse suplemento colabora com o estímulo muscular? - Vestindo Ideias DHEA: comprar esse suplemento colabora com o estímulo muscular? - Vestindo Ideias

24 junho 2019

DHEA: comprar esse suplemento colabora com o estímulo muscular?

Atualmente, encontramos diversas substâncias que nos ajudam a repor o que nosso organismo já não produz naturalmente. Pensando nisso, temos o DHEA. Comprar uma suplementação para esse hormônio seria uma boa opção?
Aqui, vale lembrar que ele tem o auge da sua produção logo na juventude, ou seja, com o passar dos anos, nosso corpo começa a sentir sua ausência, especialmente a parte muscular.

massa muscular dhea
Imagem: Reprodução

Neste post vamos esclarecer todos os benefícios desse suplemento e como ele pode lhe ajudar nessa e em outras questões. Acompanhe!

O que é DHEA?
A DHEA — dehidroepiandrosterona — é um hormônio esteroide produzido naturalmente pelo organismo. Em forma de suplemento, ele pode ser usado para retardar o envelhecimento, como ajuda na redução de peso e para evitar a perda de massa muscular.

A produção dessa substância no organismo atinge seu pico por volta dos 25 anos iniciando, então, uma queda natural. A essa redução estão associadas diversas enfermidades, como Alzheimer, doenças autoimunes, câncer, diabetes, obesidade, osteoporose, entre outras.

Quais são os benefícios desse hormônio?
O DHEA melhora a síntese proteica e a função insulínica, trazendo diversos benefícios, entre os quais podemos citar:
        melhora da disposição;
        aumento da libido;
        redução dos efeitos do estresse causados pelo excesso de cortisol;
        diminuição do risco de diabetes;
        combate aos sinais do envelhecimento;
        prevenção de hipertensão;
        auxílio no tratamento da osteoporose;
        efeitos semelhantes aos dos antidepressivos.

Qual a relação entre o DHEA e o estímulo muscular?
A massa muscular também sofre uma diminuição natural a partir dos 35 anos. Essa queda acontece em uma taxa de 1 a 2% por ano e chega a 3% após os 60 anos. Alguns estudos relacionam a diminuição da massa magra à queda na produção do DHEA.

Na verdade, a relação entre a substância e o envelhecimento é tão estreita que a produção do hormônio chega a ser vista como um marcador biológico da passagem do tempo.

Na tentativa de amenizar esses efeitos e aumentar a performance, muitas pessoas aderem à reposição do DHEA para obter maior massa muscular, força e energia. A substância também provoca uma sensação de bem-estar.

Vale citar que o DHEA não é um esteroide sintético ou um potencializador. Ele atua como um reparador que auxilia o corpo a se recuperar de uma intensidade física intensa, prevenindo o acúmulo de gordura, principalmente a visceral, que é considerada a mais perigosa.

Além disso, a ingestão da substância auxilia na manutenção de bons níveis de metabolismo, o que impacta no ganho de massa muscular e na redução de gordura.

Essa reposição também é feita por atletas que desejam melhorar seu desempenho. No entanto, vale destacar que a reposição desse hormônio não é permitida para a prática profissional de esportes.

O DHEA apresenta alguma contraindicação?
É importante lembrar que o DHEA é um hormônio e só deve ser ingerido com acompanhamento médico. Seu uso indevido pode trazer diversos efeitos colaterais, além de provocar alterações fisiológicas, como o aumento exagerado dos níveis de hormônios sexuais.

Em mulheres, ele pode levar ao engrossamento da voz, à alteração do ciclo menstrual e até ao aumento do risco de câncer. Por isso, sua ingestão deve ser feita com precaução.

Outro detalhe importante é o cuidado para encontrar lojas confiáveis que ofereçam o DHEA. Comprar de estabelecimentos confiáveis e de renome é essencial para garantir a qualidade do produto que está sendo adquirido.

2 comentários:

Me siga @caahwolf